Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Notícias

Sesi-AM promove Torneio de Robótica nos dias 11 e 12

A disputa vai acontecer em 11 cidades das cinco regiões do país, envolvendo cerca de 4.200 competidores. Ao todo, 500 times participam desta fase



1.jpg Os resultados desse desafio se transformam em projetos de pesquisa que serão apresentados e avaliados durante a competição
09/12/2015 às 16:13

Robôs em ação! Vai começar o maior torneio de robótica do país e a etapa regional Norte do Torneio de Robótica FLL, organizada pelo SESI, acontecerá em Manaus nos dias 11 e 12 de dezembro de 2015 no SESI Clube do Trabalhador, este ano contaremos com a participação de 40 equipes dos estados da Região Norte, AM, PA, RO e AP, times de escolas municipais, estaduais e particulares iniciam uma disputa eletrizante no Torneio de Robótica FIRST LEGO League (FLL), organizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI).

A disputa vai acontecer em 11 cidades das cinco regiões do país, envolvendo cerca de 4.200 competidores. Ao todo, 500 times de escolas públicas e particulares participam desta fase.



Os melhores garantem vaga na etapa nacional, que ocorrerá em março de 2016 em Brasília/DF. Nesta temporada, os alunos têm pela frente o desafio Trash Trek, que envolve a busca de soluções para o lixo nosso de cada dia. Com isso, estudantes de 9 a 16 anos terão de identificar um problema na maneira como lidamos com o lixo.

A partir daí, cada equipe precisa desenvolver uma solução inovadora. Os temas podem ser do tipo resíduos de comida, resíduos de materiais eletrônicos (como telefones e computadores), resíduos perigosos (lixo hospitalar, produtos químicos, etc.), aterros, processos de reciclagem e classificação do lixo, além do uso de insumos no processo produtivo.

Os resultados desse desafio se transformam em projetos de pesquisa que serão apresentados e avaliados durante a competição. As equipes serão avaliadas também em outras três categorias: Design de robô, em que os alunos planejam, projetam e constroem robôs com peças LEGO. Depois, eles apresentam o desenho mecânico, a estratégia adotada e a programação desenvolvida com uso da tecnologia Mindstorms.

Na categoria Core values, o que conta é o trabalho em equipe e o espírito colaborativo entre as equipes. E finalmente, o Desafio do robô, quando os robôs autônomos cumprem missões na mesa da competição, mesa de competição, em partidas de até 2’30”.

Aprender brincando

A competição é divertida, tem emoção de sobra, mas o melhor de tudo é que faz parte de um processo de aprendizagem. Com a robótica, alunos e professores aprendem juntos conteúdos de física, química, biologia e matemática, com mais inovação, criatividade e raciocínio lógico.

Sem falar no incentivo para que os alunos escolham carreiras nas áreas de engenharias e tecnologias.

Para a gerente de Projetos Educacionais do SESI, Barbara Trajano, o aprendizado acontece de diversas formas, com as crianças sendo estimuladas a pesquisar, os técnicos orientando e os juízes, que além de avaliar, dão dicas importantes para o desenvolvimento contínuo das equipes. “Todos aprendem juntos. Quando você chega em um Torneio de Robótica FLL, você percebe como as crianças estão envolvidas com a apresentação das pesquisas e com a programação dos robôs. Aquilo é muito sério para elas! Mas tudo isso acontece de forma muito divertida”, afirma.

Desde 2013, o SESI é o operador oficial do Torneio de Robótica FLL, em parceria com a instituição norte-americana FIRST (For Inspiration and Recognition of Science and Technology) e o Grupo LEGO (Dinamarca).

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.