Sábado, 06 de Junho de 2020
DISCUSSÃO

Sessão da Aleam é suspensa após bate boca entre Joana Darc e Josué Neto

Os ânimos dos parlamentares se exaltaram após Josué Neto (PRTT) e a líder do governo Joana Darc (PL) terem discutido sobre a condução de Neto na admissibilidade do processo de impeachment de Wilson Lima



7d439f53-538b-4b41-9ecf-b974b49b2e97_5FE44FB7-795A-40B6-83BD-78E5463A84C7.jpg Foto: Reprodução/Internet
12/05/2020 às 13:22

O deputado estadual Josué Neto (PRTB) suspendeu por tempo indeterminado a sessão virtual plenária desta terça-feira (12) após um bate-boca com a líder do governo, deputada Joana Darc (PL). Josué explicava a sua condução na admissibilidade do processo do impedimento do governador e vice-governador, quando Joana interrompeu Josué dizendo que o deputado não poderia usar a prerrogativa de presidente para “se defender”.

A parlamentar reclamou que não é tratada com igualdade por Josué e que “na frente das câmeras, a história é outra”.



“Vossa excelência usou 17 minutos do seu tempo, e fica me interrompendo. Estou falando como presidente, então, por favor não me interrompa. Vossa excelência falou por 17 minutos e a não interrompi. A reunião está suspensa. Peço para a técnica desligar a transmissão”, decretou Josué.

Neto é alvo de vários questionamentos de deputados estaduais. Até o momento, o deputado presidente ainda não deixou o plenário da Casa apreciar o mérito do requerimento do deputado Saullo Vianna (PTB). que aponta impedimento de Josué por ser o próximo na linha de sucessão. 

A condução do processo de impeachment por Josué também é alvo do deputado Dr. Gomes que apresentou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) à Justiça que pede que o processo de afastamento seja suspenso e que o Tribunal de Justiça se manifeste sobre qual procedimento correto a ser adequado.

Para o deputado, não cabe à Assembleia Legislativa julgar o Chefe do Executivo por crime de responsabilidade.

“O STF já decidiu que essa competência é da União (de julgar Chefes do Executivo). Quando a Assembleia legislativa em matéria da União, é uma clara violação do artigo 16 da Constituição Estadual. Apresentei essa Adin não contra o regimento, mas contra o regimento da Assembleia que não é claro, para definir qual rito correto”, declarou Gomes durante sessão plenária de hoje.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.