Publicidade
Cotidiano
Notícias

Setembro Verde chama a atenção para a doação de órgãos

Para marcar o início da programação, o Teatro Amazonas será iluminado hoje à noite com a cor da campanha e haverá uma programação cultural no Largo 02/09/2015 às 09:53
Show 1
A campanha ‘Setembro Verde’, que faz parte do calendário oficial do Estado, busca aumentar as doações e transplantes
acritica.com ---

O Governo do Amazonas realiza hoje, às 18h, no Largo São Sebastião, a abertura do “Setembro Verde”, campanha que chama a atenção da população para a importância das doações de órgãos e tecidos, destinadas a atender pacientes que necessitam de transplantes. A campanha é alusiva ao Dia Nacional da Doação de Órgãos (27 de setembro).

Para marcar o início da programação, o Teatro Amazonas será iluminado hoje à noite com a cor da campanha e haverá uma programação cultural no Largo.

Programas

O Amazonas está num processo de expansão do programa de Transplantes. O Estado, que já realizava as cirurgias transplantadoras de córneas e rins, passou, em 2014, a fazer também as cirurgias de fígado. Agora, está com praticamente tudo pronto para começar a oferecer o transplante de coração. Mas, conforme ressalta o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, para o êxito do programa não bastam apenas os investimentos na qualificação de recursos humanos e da montagem da infraestrutura de atendimento, que são realizados pelo Estado, em parceria com o Ministério da Saúde.

“Há outro componente fundamental neste processo, que é o gesto de solidariedade das pessoas que se declaram doadoras de órgãos ou das famílias que, num momento de perda, autorizam a doação, salvando outras vidas. Reforçar a importância deste gesto é o sentido maior do Setembro Verde”, disse secretário.

Programação

Durante o “Setembro Verde”, a Central de Transplantes realizará uma programação que inclui palestras em escolas e outras instituições e atividades de educação continuada em serviço, nas unidades hospitalares da rede estadual, abordando vários aspectos que envolvem o processo de doação de órgãos e tecidos e a realização de transplantes.

A campanha, que a partir deste ano passa a fazer parte do calendário oficial do Governo do Estado, tem a finalidade de levar informações que possam contribuir para a sensibilização da sociedade. “Queremos chamar a atenção para o potencial do gesto da doação de órgãos, que pode ajudar a devolver a saúde para doentes renais crônicos, que dependem de hemodiálise, pessoas que perderam a visão, que estejam à espera de um transplante de fígado, de coração ou medula”, diz a coordenadora estadual de Transplantes, Lenny Passos.

‘Presente’ na véspera do lançamento

O mês dedicado à campanha de sensibilização sobre a doação de órgãos começou com uma boa notícia para pacientes que aguardam por um transplante. Na segunda-feira, a Susam recebeu uma nova autorização de doação, feita pela família de uma paciente de 53 anos, que foi a óbito vítima da ruptura de um aneurisma.

De acordo com o secretário Pedro Elias, a doação permitiu a realização de um transplante de fígado, realizado na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), beneficiando uma paciente de 34 anos, oriunda do município de Manacapuru.

O procedimento, concluído no final da manhã de ontem, transcorreu dentro do esperado e a paciente segue em recuperação na Unidade de Terapia Intensiva do hospital.

As equipes da Central de Transplantes trabalhavam, então, na identificação de possíveis receptores para os transplantes de rins. As córneas da doadora também foram disponibilizadas para o Banco de Olhos do Amazonas.

Em números

90% dos transplantes de órgãos realizados no Brasil são feitos por meio do sistema público de saúde, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Em 80% dos casos as operações são realizadas com sucesso, reintegrando os pacientes à vida social.

Conscientização

Durante o “Setembro Verde”, a Central de Transplantes realizará palestras em escolas e outras instituições e atividades de educação continuada em serviço nas unidades hospitalares da rede estadual, abordando o processo de doação de órgãos e tecidos e a realização de transplantes.


Publicidade
Publicidade