Sábado, 16 de Outubro de 2021
Gás

Setor comercial desponta como maior usuário do gás natural canalizado no Amazonas

Segmentos residencial, termoelétrico, industrial e veicular também utilizam o insumo no estado



WhatsApp_Image_2021-08-31_at_18.19.20_209DBEB7-3BA6-408E-A44A-45D9447FF3C5.jpeg Foto: Divulgação
31/08/2021 às 21:22

O segmento comercial é o que mais utiliza o serviço de gás natural canalizado (GN) em Manaus, segundo levantamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam) referente ao mês de julho de 2021. Ao todo, 146 estabelecimentos comerciais são abastecidos pelo combustível distribuído pela Companhia de Gás do Amazonas (Cigás).

Ainda de acordo com o Departamento de Recursos Energéticos (Dere), o total de comércios que utilizam o GN corresponde a cerca de 60% do conjunto de outros segmentos, como residencial, termoelétrico, industrial e veicular.

De acordo com o diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, o GN traz inúmeros benefícios para os empresários, o principal no quesito economia. “Há estabelecimentos que utilizam o GN e conseguem uma economia de 30% ou mais nos custos de energia. É importante que mais empresários possam conhecer os benefícios do GN”, disse.

O responsável pelo Departamento de Recursos Energéticos da Arsepam, José Sélvio Picanço, informou que os estabelecimentos comerciais tendem a utilizar o GN para cocção, lavanderia, climatização, cogeração e geração de energia. Entre os benefícios estão o uso de um combustível mais limpo, não tóxico e mais econômico em relação às outras fontes.

“O gás natural canalizado pode gerar uma economia de até 50%, comparado com o gás liquefeito de petróleo (GLP). O gás natural é seguro, não precisa de estoque, possui abastecimento contínuo, e o valor do consumo só é pago no final do mês, o que o torna mais vantajoso para o empresário que utiliza o combustível” acrescentou José Sélvio.

Aprovado – O presidente em exercício da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio), Aderson Frota, destacou a praticidade do uso do GN: “A tendência de todas as empresas é reduzir custos operacionais. O gás é muito mais barato e, se há uma canalização que passa próximo ao estabelecimento, fica mais fácil a utilização”.

Além do uso comercial, o gás natural também atende os segmentos industriais, residenciais, termoelétricos e veicular, que totalizam 246 usuários. Manaus conta com três postos de abastecimento veicular do GN, sendo eles os postos Atem na avenida Torquato Tapajós, 7.841, bairro Tarumã, zona norte de Manaus, e na avenida Constantino Nery, 1.016, bairro São Geraldo, zona centro-sul; e o posto Equador, localizado na avenida Buriti, 999, Distrito Industrial, zona sul.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.