Publicidade
Cotidiano
MERCADO PET

Mercado pet cresce e empresários contam como se destacar com loja virtual

O Pet Gourmet atua em Manaus há nove meses captando clientes através das plataformas online. A empresa oferece bolos, petiscos, salgados, biscoitos e tortas 02/07/2017 às 05:00
Show efaefe
Pingo, um dos clientes do Pet Gourmet, empresa especializada em oferecer bolos naturais para os pets. (Foto: Rebeca Mota)
Rebeca Mota Manaus (AM)

Em recente censo, o IBGE concluiu que, no Brasil, 62% das residências têm pelo menos um cachorro ou gato. O País também tem o segundo maior mercado de pet shops do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, e está em crescimento. Em 2014, o setor de animais de estimação cresceu 10%, bem mais do que o PIB, que cresceu 0,1%. 

O especialista e criador do E-commerce na Prática.com, Bruno Oliveira, dá dicas para criar um e-commerce de produtos pets de sucesso.

“Ter familiaridade com o segmento, criar uma estrutura para o negócio, produzir um conteúdo de valor, ficar atento às tendências do mercado e oferecer atendimento personalizado e pós-venda impecável”, diz.

Um exemplo desse tipo negócio em Manaus é o Pet Gourmet, comidas especializadas para as festas dos pets da proprietária Edleni Pereira, atua em Manaus há nove meses captando clientes através das plataformas online com bolos, petiscos, salgados, biscoitos e tortas. 

“Sempre fui apaixonada pelos pets, tenho uma ONG junto com uma amiga que recolhe animais da rua. Considero os animais como meus filhos. Moram comigo cinco cães e dois gatos. Nas idas com meu esposo à São Paulo para as especializações da sua área dele eu ia também, então costumava comprar coisas de comer numa padaria para pets e levava para eles. Encantada pelo negócio estava preparada para trazer a franquia da padaria para Manaus, foi quando um amigo aconselhou eu criar minha própria marca. Então eu comecei a fazer cursos”, explica  a advogada.

Hoje, o Pet Gourmet recebe encomendas de 50 bolos por mês, além dos biscoitos e petiscos. E neste mês está em lançamento das tortas e até o final do ano vai trazer  a linha de alimentos naturais com o auxílio de dois veterinários.

Os carros-chefe são os bolos feitos a partir de trigo integral, mel, aveia, água e os sabores de banana, alfarroba, baunilha, mesclado, cenoura em formato de patas e osso, com preços entre R$ 30 a 40. E os menores de carne e uma pintada de manjericão no valor de R$ 15. “Eu controlo todas as encomendas via WhatsApp, Instagram, skype e na loja física”.

Outra empresa que investe no sistema online é o Mega Pet Store com três anos e meio de atuação,  do proprietário Marco Paulo Almeida. “Percebemos que a vida do Manauara estava corrida ir até o pet shop e comprar o que seu pet estava precisando podia ser facilitada”.

No site são encontrados produtos como ração, tapetes higiênicos, produtos de higiene e limpeza, petiscos, medicamentos, acessórios, entre outros. O negócio funciona através www.megapetstore.com.br e das redes sociais. “Captamos os clientes com divulgações de panfletos e na rádio”, conta.

Negócios criativos para pets

A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) prevê que, até o final do ano, o setor pet no Brasil atingirá um faturamento de R$ 19,2 bilhões, resultado disso são diverso negócios criativos que existem no Brasil como: 

- Arte Bugatti é uma funerária para pets;  a Mundial Pet,  especializada em acessórios de luxo para pets; a Xô Xixi, que retira os dejetos dos bichinhos, a empresa lançou um spray que transforma fezes e unia em algo sólido, facilitando o descarte e reduzindo os odores.

-A  EaseTV,  primeiro canal de televisão com programa exclusivo para gatos e cachorros. 

-A Kong Brinquedos, a empresa do Colorado, no Estados Unidos, virou febre com um brinquedo que ajuda a distrair os cães por bastante tempo.

-A Dog Beer, cerveja para cachorros é feita de água tratada a base de malte e carne. 

-E a EmpórioPet desenvolveu a máscara de manutenção de pelos que é feita com extrato de blueberry.

Publicidade
Publicidade