Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
Correios

Após assaltos em agências, sindicato dos Correios cobra segurança

De acordo com Sintetc, em menos de 20 dias, pelo menos cinco casos de roubos e arrombamentos já foram registrados



correios_assaltos.JPG No Parque Dez, a agência está temporariamente até que a Gerência Regional encontre um novo local para a unidade. (Aguilar Abecassis)
20/05/2016 às 09:00

O Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos do Amazonas (Sintetc-Am) cobram por mais segurança nas 26 unidades da estatal que funcionam na capital e no interior. De acordo com Sintetc, em menos de 20 dias,  pelo menos cinco casos de roubos e arrombamentos já foram registrados. 

O vice-presidente do sindicato, Afonso Rufino, criticou a falta de segurança nas unidades. Para ele, apesar de em boa parte das agências  haver segurança armada, circuito de câmeras e portas giratórias, isso não inibe a ação dos criminosos. “Geralmente é um segurança em cada agência e muitas delas não tem porta giratória com detector de metais. Desde 2002 os Correios passaram a funcionar como bancos postais e agora os seus funcionários estão sendo expostos a violência, devido a quantidade de dinheiro que circula”, disse ele. 

Ainda segundo Rufino, está marcada para a próxima semana uma reunião entre o Sintetc e a Gerência regional dos Correios, para cobrar alternativas para melhorar a segurança tantos dos funcionários como clientes. 

 

Mudança


O caso mais recente de assalto aconteceu na agência localizada na rua do Comércio II, no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul, no início da semana. De acordo com testemunhas, quatros homens armados chegaram no local e anunciaram o assalto. As agências dos bairros Cachoeirinha, Alvorada, Colônia Antônio Aleixo e de Coari também foram alvo de criminosos neste mês. 

Mas as imagens de segurança mostram apenas um homem, de cara limpa, ameaçando funcionários e clientes com uma arma. As imagens do circuito também mostram um dos funcionários  colocando o dinheiro dentro de uma sacola e entregando para o bandido. Especula-se que os assaltantes tenham fugido  levando aproximadamente R$ 100 mil. O crime aconteceu por volta das 11h de segunda-feira. Desde o dia do crime, a unidade está fechada temporariamente. A Polícia Federal investiga os casos.

A assessoria de comunicação dos Correios lamentou o episódio, mas confirmou que as agências têm sido alvo de constantes assaltos.  Tanto que a agência do Parque Dez vai ser transferida de endereço. Isso deve acontecer em até 90 dias. 

No entanto, os Correios reforçaram que todas as unidades seguem os critérios de segurança exigidos para bancos postais, como ter segurança armada, portas com detector de metais e circuito interno. 
 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.