Denúncia

Sindicato denuncia ataques à embarcações no porto da ilha de Marapatá

De acordo com a denúncia, os criminosos roubam o que podem das embarcações: comida, botes, motores e equipamentos

Filipe Távora
04/11/2021 às 13:59.
Atualizado em 08/03/2022 às 20:47

(Foto: Junio Matos)

Em conversa com A CRÍTICA, o membro da diretoria do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do Amazonas (Sindarma) Madson Nóbrega denunciou uma onda de ataques às embarcações abrigadas no porto da ilha de Marapatá, localizada próxima ao Encontro das Águas. “Nos últimos meses ocorreram vários assaltos à mão armada e não obtivemos resposta das autoridades competentes”, disse

De acordo com a denúncia, os criminosos roubam o que podem das embarcações: comida, botes, motores e equipamentos. Armados, os assaltantes utilizam da força para intimidar os tripulantes. “Há muita truculência. Por vezes, agridem os presentes na embarcação ou prendem eles nos porões dos veículos”, afirmou o integrante do sindicato. 

O horário preferido dos criminosos é à noite, quando estão protegidos pela escuridão e há a certeza de encontrarem a tripulação dormindo.

A Sindarma orienta as vítimas que registrem Boletins de Ocorrência (BO), mas – para Nóbrega – os tripulantes e os profissionais ligados ao ramo sentem-se desprotegidos pelas autoridades.

“Pedimos auxílio, mas não vemos resposta nem da Marinha, nem da Polícia Civil. Diz-se que há a presença da polícia aquaviária, porém não a vejo atuante. E digo isso com relação a Manaus, imagine como está o quadro nas calhas dos rios do interior do estado”, afirmou.

A equipe de reportagem entrou em contato com a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e Marinha, questionou as instituições a respeito dos pontos levantados por Nóbrega e aguarda reposta a respeito do caso.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por