Paralisação ilegal

Sinetram confirma que paralisação de ônibus nesta manhã foi ilegal

Pelo menos 20% da frota da empresa Global Green não saiu das garagens

Filipe Távora
10/05/2021 às 16:16.
Atualizado em 22/03/2022 às 15:21

(Foto: Arquivo A CRÍTICA)

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) informou que a greve de trabalhadores da empresa Global Green encerrou-se por volta das 10h desta segunda-feira.

O Sinetram informou, ainda, que a paralisação será comunicada ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) por se tratar de uma ação ilegal, conforme o órgão.

A instituição afirmou, por meio de nota: “O Sinetram informa que tomou todas as providências jurídicas cabíveis para evitar uma greve na Global GNZ, na cidade de Manaus, tendo sido atendido pelo Tribunal Regional do Trabalho no sentido de se manter 100% das operações da  empresa conforme liminar expedida no dia 06 de Maio de 2021”.

O vice-presidente do sindicato dos rodoviários de Manaus Josenildo Mossoró afirmou, por meio da assessoria da instituição, que o sindicato aguardará o pagamento das férias e dos benefícios dos trabalhadores da empresa Global Green. 

“Estão em atraso há cerca de 3 meses. Caso não efetuem o pagamento,  não descartamos outra paralização", disse Mossoró.

*matéria atualizada às 16h51 

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por