Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
AÇÃO SOCIAL

Sistema Acolhedor é criado como base para cadastro de venezuelanos

Interiorizar a acolhida, e criar melhores oportunidades de inserção dos migrantes da Venezuela no Brasil são os objetivos do sistema criado pelo governo federal



deus___fiel_92EE61BF-F94D-4E16-83ED-8E5D4775084E.jpg Foto: Junio Matos
04/11/2019 às 09:03

Uma resolução publicada no Diário Oficial da União de hoje (4) pelo Comitê Federal de Assistência Emergencial reconhece o chamado Sistema Acolhedor como a base oficial para o cadastro de imigrantes vindos da Venezuela.

É por meio dessa base de dados que a interiorização do imigrante, para trabalho, reunificação familiar ou reunião social, é feita.



Em outubro, o governo federal informou que pretende ampliar o número de municípios brasileiros que recebem migrantes e refugiados venezuelanos.

O propósito do governo é interiorizar a acolhida, e criar melhores oportunidades de inserção dos migrantes da Venezuela no Brasil.

Até agosto, o Brasil contabilizava 14.643 refugiados e migrantes do país vizinho em mais de 250 municípios. Mais de nove mil deles entraram este ano no país.

Desde 2017, mais de 200 mil venezuelanos já entraram no Brasil fugindo da crise econômica, política e social que atinge a Venezuela.

De acordo com estimativas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), entre eles estão quase dez mil crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, considerando o período de 2015 a 2019. O número é uma projeção, já que não há um dado oficial.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.