Domingo, 05 de Abril de 2020
Notícias

Sistema promete agilizar recebimento de carga do Polo Industrial e Comércio

O uso do programa fará com que a carga passe por um pré gate, onde haverá vistoria física e documental



1.jpg Sem o sistema online as transportadoras permaneciam na espera por até 32 minutos
08/04/2015 às 15:26

Como parte  do pacote de investimentos e melhorias previstas para 2015/2016, o Grupo Chibatão acaba de implantar um sistema que vai agilizar o recebimento de cargas vindas do comércio da capital e do Polo Industrial de Manaus em seu terminal portuário.

Com o intuito de evitar filas nas entradas do terminal (gates), o Porto Chibatão otimizou seu processo de recebimento de cargas com a validação de documentos online e consequentemente ganhou tempo nas operações portuárias o Software Modal Web já está sendo usado nas instalações do terminal.



O uso do programa fará com que a carga passe por um pré gate, onde haverá vistoria física e documental, se os documentos estiverem de acordo com dados fornecidos pelo sistema, que serão visualizados com auxilio de tablets, a carga/contêiner poderá se dirigir ao gate de entrada. Caso o contrário será posicionada em área especifica para verificação da divergência.

Sem o sistema online as transportadoras permaneciam na espera por até 32 minutos. Hoje as cargas que geram qualquer não conformidade documental ou física são retiradas do gate na pré entrada para ceder vez ao que está com documentação correta.

O diretor- executivo  afirmou que se todos os tramites de verificação forem cumpridos corretamente e os dados  online e físicos forem confirmados, o recebimento de uma unidade de carga deve levar apenas cinco minutos. Haverá ganho também para o transportador que irá aumentar a produtividade de transporte, assim melhorando sua margem de contribuição.

*Com informações da assessoria de comunicação. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.