Sábado, 04 de Abril de 2020
ECONOMIA

Sobe para 80% número de famílias endividadas no AM, aponta CNC

Por outro lado, a inadimplência dessas famílias caiu para 26,6% e as contas ficam, em média, 68,7 dias em atraso



show_credioto_186902C9-92CD-457B-BA13-1ED1C1D4BB3F.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
07/02/2020 às 16:18

Cresceu para 80% o número de famílias endividadas no Amazonas, quebrando o padrão de quatro meses seguidos de queda do indicador. O número está acima da média nacional de endividamento, que em janeiro chegou a 65,3%.

Por outro lado, a inadimplência dessas famílias caiu para 26,6% e as contas ficam, em média, 68,7 dias em atraso. 13,3% das famílias ouvidas afirmaram que não conseguirão pagar suas dívidas em atraso.



Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta sexta-feira (7) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A pesquisa revela também o principal tipo de dívida dessas famílias: 77% das famílias ouvidas tinham dívidas de cartão de crédito. Os dados também mostram que a parcela média da renda comprometida com o pagamento de dívidas é de35,3%.

De acordo com o presidente da CNC, José Roberto Tadros, apesar de o endividamento permanecer em um patamar elevado, a queda nos indicadores de atraso e inadimplência reforçou que as dívidas têm sido compatíveis com a renda das famílias.

“As melhores condições do crédito têm permitido a ampliação desse mercado ao consumidor, que vem tendo mais segurança para comprar por conta da melhora recente do mercado de trabalho, confirmada pelos últimos indicadores econômicos”, afirma.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.