Publicidade
Cotidiano
Notícias

SSP-AM e Conselho de Odontologia discutem sobre segurança de consultórios

O presidente do CRO-AM apresentou ao secretário cópias dos Boletins de Ocorrências de assaltos ocorridos em clínicas, repassados por cirurgiões-dentistas inscritos no conselho 11/03/2015 às 19:49
Show 1
O secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, recebeu, na tarde nesta quarta-feira (11), o presidente do Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM), João Franco
acritica.com ---

O secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, recebeu, na tarde nesta quarta-feira (11), o presidente do Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM), João Franco, para discutir sobre os casos de assaltos a consultórios odontológicos em Manaus.

Durante o encontro, o secretário destacou o reforço das novas viaturas do programa Ronda no Bairro que devem ser colocadas nas ruas nos próximos meses, aumentando o policiamento ostensivo. 

Sérgio Fontes também informou que o planejamento das rondas ostensivas será programado também para atender as áreas com maior fluxo de pessoas, como áreas comerciais, onde estão instalados consultórios odontológicos e médicos. “Por meio das estatísticas é possível mapear as áreas com maior incidência criminal e isso já estamos fazendo para que possamos orientar a Polícia Militar nos locais com maior registro de crimes”, destacou.

O presidente do CRO-AM apresentou ao secretário cópias dos Boletins de Ocorrências de assaltos ocorridos em clínicas, repassados por cirurgiões-dentistas inscritos no conselho. “Estamos percebendo um aumento desses crimes nos consultórios, por isso, viemos a procura da Secretaria de Segurança para que possamos tranquilizar os profissionais sobre essa situação”, disse.

Sérgio Fontes também destacou a proposta de criação de um canal direto no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) como um “botão do pânico” que pode ser acionado em caso de ocorrências de assaltos. “Já estamos estudando a implantação desse mecanismo para outros grupos como empresas de transporte”, disse.

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade