Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
SEGURANÇA

SSP desenvolve sistema que ajuda na identificação de celulares roubados

Segundo o chefe do Departamento de Tecnologia, delegado Bruno Hitotuzi, a nova mudança tem como propósito devolver qualquer utensílio roubado ou furtado para as vítimas



celular-aplicativos-868x644_99CE4C61-7966-46F7-BBAE-78C2CEFB0716.jpg Foto: Arquivo/Agência Brasil
20/03/2020 às 19:39

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) modernizou o seu sistema de informações de ocorrências policiais para facilitar a localização de celulares roubados e furtos em Manaus.

Segundo o chefe do Departamento de Tecnologia, delegado Bruno Hitotuzi, a nova mudança tem como propósito devolver qualquer utensílio roubado ou furtado para as vítimas. “O intuito da polícia não é apenas prender criminosos, mas também recuperar e devolver os objetos para as vítimas”, disse.



A modernização no Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) entrou em vigor em outubro do ano passado. Desde então, é possível consultar restrições de aparelhos a partir do Imei (International Mobile Equipment Identity, ou Identificação Internacional de Equipamento Móvel), o código único que todo o aparelho possui e que é primordial para a sua localização.

“Nós fizemos uma atualização no Sisp que dá possibilidade dos registros dos Imei’s de aparelhos celulares. Se você bloqueia o Imei do aparelho e não faz o boletim de ocorrência, ele será bloqueado. O criminoso vai vender para alguém que vai aproveitar as peças, e a vítima nunca irá recuperar o aparelho. Com o número de identificação Imei, a vítima pode fazer o boletim de ocorrência e registrar esse Imei no banco de dados da polícia”, disse Hitotuzi.

Por meio do número Imei, a polícia poderá, caso um suspeito seja preso com o aparelho celular, identificar se ele é roubado ou furtado. Além disso, também será possível fazer a devolução do equipamento para o seu verdadeiro proprietário.

“Se, porventura, outra pessoa for encontrada com esse aparelho de cuja perda a vítima fez o boletim, e for identificado pelo Imei que se trata de um aparelho furtado ou roubado, a pessoa será imediatamente levada para a delegacia, e o aparelho será apreendido. No caso, isso é um crime de receptação, pelo fato da pessoa presa estar com um objeto furtado ou roubado que não pertence a ela”, relatou.

Com essa ação, a polícia busca impedir o roubo e a compra feita de “segunda mão”, afirma Hitotuzi. “A gente busca inibir tanto o roubo quanto a fonte disso tudo, que é a compra. As pessoas, sabendo que podem ser identificadas com celular roubado, vão poder responder processo criminal. Isso vai inibir o processo de compra. Sem contar com as operações policiais, que são feitas constantemente nas lojas de manutenção de celular. Agora, poderemos identificar os aparelhos roubados e furtados”.

O número do Imei pode ser encontrado na caixa do aparelho ou na nota fiscal. Também é possível obter o número digitando no celular *#06#, ou ainda entrar no site da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-AM) e pedir a segunda via da nota fiscal.

Segundo Hitotuzi, a vítima pode denunciar presencialmente na delegacia ou pela internet no site da delegacia interativa, no endereço www.delegaciainterativa.am.gov.br. Ele também ressalta a importância da vítima buscar o número Imei antes de registrar o boletim.

“A pessoa deve obter o código para que a polícia possa trabalhar no caso. O número Imei é peça-chave para fazer com que a polícia investigue a questão de roubos e furtos de celulares, e diminuam os casos”.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.