Domingo, 08 de Dezembro de 2019
ACUSADO EM ESQUEMA

STJ acata habeas corpus e concede liberdade a vereador de Coari Keiton Pinheiro

Primo de Adail Filho e presidente da Câmara de Coari, Keitton é acusado de compor esquema criminoso de lavagem de dinheiro, que rendeu mais de R$ 100 milhões de prejuízos aos cofres públicos do Município



okoko_B6977681-A12A-4B08-AA64-FF1C057D44E6.JPG Foto: Reprodução/ Internet
04/10/2019 às 19:20

O ministro relator da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Rogério Schietti Cruz, deferiu nesta quinta-feira (3) o pedido de liberdade do vereador e presidente da Câmara Municipal de Coari, Keitton Wyllyson Pinheiro Batista, primo de Adail Filho (PP). Os dois tinham sido presos durante a operação Patrinus, deflagrada no dia 26 de setembro, e tiveram liberdade concedida após habeas corpus.

Adail teve pedido de liberdade acatado na quarta-feira (2). Além do prefeito e de Batista, foram presos na operação o empresário Alexsuel Rodrigues e o sargento da Polícia Militar e assessor do prefeito, Fernando Lima. 



Estima-se, conforme o Ministério Público do Amazonas (MP-AM), um desvio de mais de R$ 100 milhões do erário dentro de um esquema criminoso de lavagem de dinheiro, o qual o grupo é acusado de fazer parte.

Segundo o MP-AM, havia no município de Coari um esquema de favorecimento a empresas ligadas à Prefeitura. Quando empresas que a Prefeitura não queria venciam o pregão, eram 'sufocadas' e não recebiam pagamentos. Em outro ponto, o Ministério conta que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) identificou indícios de contratos superfaturados para obras públicas, serviços de saúde e educação.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.