Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Notícias

Sumiço de munição: Sindicância no Amazonas não comprova envolvimento de tenente

Caso ocorrido no Comando de Policiamento de Área da Zona Leste não teve qualquer participação de oficial da polícia



1.gif No dia do sumiço, o armário de munições do Comando do Policiamento de Área foi esvaziado e as 300 balas restantes encaminhadas para a Força Tática
14/12/2012 às 08:44

A Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) encerrou procedimento investigatório (sindicância) aberto em janeiro deste ano para apurar o sumiço de 200 balas de pistola PT-40, arma de uso exclusivo das polícias Militar e Civil, e de revólver calibre 38, e encaminhou o trabalho para a Auditoria Militar, conforme o chefe da 5ª Seção da Polícia Militar e responsável pela comunicação social da corporação, coronel Euller Cordeiro .

A munição estava no Comando de Policiamento de Área (CPA) da Zona Leste, antigo 7º Batalhão da Polícia Militar, localizado na avenida Autaz Mirim, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste.



A investigação não aponta um culpado específico e exime de responsabilidades o tenente William Veras Coelho, então comandante da Força Tática, uma das unidades militares do CPA Zona Leste e que respondia pelo quartel durante a ausência  do então comandante, que, segundo apurou a reportagem de A CRÍTICA, estava iniciando o  período de férias em janeiro deste ano.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.