Publicidade
Cotidiano
EXPECTATIVA

Susam deve convocar 1,9 mil aprovados em concurso até o dia 30, diz secretário

Pedro Elias, titular da Secretaria de Estado de Saúde, confirmou a data para a terceira convocação de concursados, incluindo os aprovados em fundações 23/11/2016 às 18:45 - Atualizado em 23/11/2016 às 18:48
Show img0017384377
Candidatos protestaram bastante este ano cobrando as convocações; duas já foram realizadas (Foto: Clóvis Miranda)
Vinicius Leal Manaus (AM)

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) deve convocar até o dia 30 deste mês cerca de 1.900 aprovados no concurso da pasta de 2014, segundo informou o titular da secretaria, Pedro Elias. “A terceira chamada vai acontecer até o dia 30 deste mês. São mais de 1.500. O último número que vi estava dando 1.900, mas só amanhã vamos confirmar isso”, disse Elias.

O anúncio é feito um dia depois de a Susam publicar, no Diário Oficial do Estado (DOE), uma lista com a dispensa de 690 funcionários que atuavam em regime temporário, sem aprovação em concurso público. 

De acordo com o secretário, serão convocados profissionais de diversas áreas tanto para unidades de saúde da capital quanto do interior do Estado, incluindo as fundações. “Estamos tentando trabalhar em um cronograma para convocar todo mundo até o final de 2017. A ideia é concluir isso paulatinamente”, afirmou Pedro Elias.

O concurso foi realizado em 2014, para o provimento de 11.646 vagas na rede pública de saúde. O resultado foi homologado em abril do ano passado, e a primeira lista de convocação foi divulgada em abril deste ano, um ano depois, chamando 1.104 profissionais. A segunda lista saiu em setembro, convocando 1.752 aprovados. Com isso, até aqui foram chamados 2.856 servidores, que já atuam na rede pública.

Com a previsão de concluir a convocação até o final de 2017, a tendência é que a validade do certame seja prorrogada. Isso porque o prazo começa a contar a partir da homologação, o que faria o concurso vencer em abril de 2017. No entanto, o próprio edital prevê a prorrogação da validade por mais dois anos em caso de necessidade. 

Publicidade
Publicidade