Publicidade
Cotidiano
SAÚDE

Susam vai ofertar serviços de oftalmologia e fisioterapia a pacientes dos CAIMIs

Os atendimentos serão feitos na Policlínica Gerontológica da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), instituição vinculada à Universidade do Estado do Amazonas (UEA) 17/07/2018 às 16:41
Show whatsapp image 2018 07 17 at 11.21.15
acritica.com Manaus

A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) está ampliando, já com início nesta semana, a oferta de serviços de oftalmologia e fisioterapia aos usuários dos Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMIs). Os atendimentos serão feitos na Policlínica Gerontológica da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), instituição vinculada à Universidade do Estado do Amazonas (UEA). A parceria com a UnATI foi firmada através de um Termo de Cooperação Técnica-Financeira, que prevê, também, a realização de capacitação para os servidores que atuam nos CAIMIs.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, a parceria firmada amplia a oferta de serviços aos usuários dos CAIMIs, com a proposta de reforçar o atendimento já realizado e proporcionar melhor qualidade de vida a esse público. Para o diretor geral da UnATI, Euler Ribeiro, a parceria será benéfica especialmente para o público alvo do acordo, que passará a ser atendido pela instituição. "Nós atendíamos só os alunos da UnATI, que são em torno de 2,5 mil por semestre. Agora, vamos passar a atender, também, os idosos encaminhados pelos CAIMIs. Eles terão acesso a vários serviços de oftalmologia e fisioterapia, com profissionais gerontólogos”, afirmou.

A secretária executiva Adjunta de Atenção Especializada da Capital, da Susam, Denise Machado, ressalta que o acordo vem para reforçar, no sistema de saúde, os cuidados à pessoa idosa, tendo em vista o crescimento acelerado desta população no Amazonas. “A mudança no panorama demográfico-epidemiológico regional indica a necessidade de esforços institucionais e governamentais, para acompanhar e dar todo o suporte necessário a esse público, estabelecendo políticas públicas eficientes e baseadas na realidade socioeconômica e étnico-cultural da região”, afirmou.
 
Denise destacou, também, que o aumento na oferta de procedimentos especializados dará celeridade nos atendimentos aos usuários dos CAIMIs, nas áreas de oftalmologia e fisioterapia, onde há grande demanda nessa faixa etária. Segundo ela, a contratação, por parte da Susam, de equipe multidisciplinar para ampliar os serviços da Policlínica Gerontológica da UnATI, por exemplo, deve aumentar a capacidade de atendimento em 1.045 novos procedimentos por mês.
 
A ideia, reforça Denise Machado, é que os usuários dos CAIMIs possam realizar, na Policlínica Gerontológica da UnATI, uma média de 2.731 procedimentos por mês, na área oftalmológica (entre consultas médicas, exames e cirurgias) e 640 atendimentos em fisioterapia.
 
Os benefícios serão inúmeros para a qualidade de vida dessas pessoas, conforme aponta Denise Machado. “Os atendimentos em oftalmologia irão possibilitar aos pacientes maior facilidade para execução das atividades diárias e a diminuição do risco de quedas, com a visão bem cuidada. Os de fisioterapia são importantes no processo de reabilitação, de forma a evitar o reaparecimento de disfunções motoras, uma vez que o perfil de atendimento necessário a esses usuários, na maioria das vezes, é de acompanhamento contínuo”, enumerou.
 
Em relação à qualificação dos servidores que atuam nos CAIMIs, Denise disse que serão realizadas capacitações em “Classificação de Risco Funcional”, “Elaboração de Plano de Cuidados” e “Matriciamento para a implementação de um modelo de cuidado integrado de assistência ao idoso, na perspectiva da gestão compartilhada nos CAIMIs e Policlínica Gerontológica da UnATI”. “Com estes cursos, as equipes que atuam nesses serviços vão trabalhar de forma unificada, o que possibilitará melhor desempenho de suas atividades. Elas também vão realizar gestão clínica eficaz, pois manterão o acompanhamento dos usuários através das ações de prevenção, controle de morbidades e diminuição das taxas de internação”, ressaltou Denise. 
 
Novos desafios – A coordenadora da Policlínica Gerontológica da UnATI, Elorides de Brito, destacou que, em termos demográficos, o Amazonas está experimentando um forte declínio nos níveis de fecundidade e mortalidade, que consequentemente, também interferem no aumento da expectativa de vida, fato extremamente positivo, mas que também é fonte de novos desafios. “O decorrente crescimento da população idosa modifica substancialmente as demandas relacionadas à prestação de serviços de saúde, pois se ampliam as procuras associadas ao tratamento de doenças crônicas não transmissíveis”, esclareceu.
 
Para Elorides, o acordo entre Susam e UnATI vai contribuir para implementar relações colaborativas entre equipes e serviços, com efeitos importantes e resolutivos no registro da atenção e da gestão do cuidado integral da saúde do idoso. A organização do trabalho, segundo ela, se constituirá como prática de cooperação entre equipes dos CAIMIs e da Policlínica da UnATI, como modo de potencializar os cuidados em saúde em toda sua complexidade. “Através de intervenção pedagógico-terapêutica, a equipe multiprofissional da policlínica atuará como apoio especializado, às demandas específicas dos CAIMIs”, declarou.
 
Importância da capacitação – De acordo com a coordenadora de Ensino da UnATI, Kennya Brito, a capacitação e reciclagem dos recursos humanos nas áreas de geriatria e gerontologia e na prestação de serviços constitui-se como uma das diretrizes da Política Nacional do Idoso (Lei 8.842/94). E torna-se uma atividade essencial para que as ações na área da saúde e da assistência destinadas às pessoas idosas sejam mais efetivas e eficazes. “O conhecimento sobre as peculiaridades inerentes a essa etapa da vida viabiliza a prestação do cuidado e do tratamento adequado às suas necessidades”, relatou.
 
Ela adiantou que os cursos que serão oferecidos ao quadro de recursos humanos pertencentes aos CAIMIs, conforme a formação de cada servidor, estão relacionados à “Noções Básicas em Gerontologia”, “Acolhida e Humanização” e “Especialização em Gerontologia e Saúde do Idoso”. Dentre os conteúdos abordados nestes cursos, está à importância e a necessidade da atuação das equipes de forma multi e interdisciplinar, para que se concretize a atenção integral pretendida. “O trabalho, deste modo, gera impactos positivos na saúde e na qualidade de vida da pessoa idosa. Isso tem sido comprovado cientificamente por vários estudiosos da área”, frisou Kennya.
 
Localização – Faz parte da rede de saúde do Estado, os CAIMIs Dr. André Araújo, na avenida Camapuã, bairro Cidade Nova II, zona norte; Ada Rodrigues Viana, na avenida Brasil, Compensa, zona oeste; e Paulo Lima, na avenida desembargador Filismino Soares, Colônia Oliveira Machado, zona sul. As unidades dispõem de atendimento na área de geriatria, ortopedia, gastroenterologia, ginecologia, clínica médica, odontologia, fisioterapia e equipe multidisciplinar.

Publicidade
Publicidade