Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019
Notícias

Suspeita de degolar filha de 4 anos segue em coma após tentar suicídio em Lábrea, no AM

Hospital diz que mulher pode acordar do coma nesta sexta (24). Mulher deve ser presa e indiciada pelo crime de homicídio qualificado. Delegado responsável pelo caso diz que laudos psicológicos da suspeita apontam depressão



1.jpg Criança de quatro anos foi degolada pela própria mãe, em Lábrea, no interior do Amazonas
23/10/2014 às 17:41

Suspeita de degolar a filha de 4 anos com uma faca e tentar suicídio cortando o próprio pescoço na última terça-feira (21), Vanuza Nascimento da Silva, 25, segue em coma em um hospital de Lábrea (a 851 quilômetros de Manaus). A polícia informou que assim que ela receber alta médica deve ser presa. A mulher irá responder pelo crime de homicídio qualificado.

De acordo com o delegado da 6ª Delegacia Interativa de Lábrea, Bruno Hitotuzi, Vanuza continua internada no Hospital Regional de Lábrea. A suspeita passou por uma traqueotomia e segue em coma desde terça, dia do crime.



“Estamos acompanhando o caso. O hospital disse que ela tem previsão de acordar do coma amanhã (24) e caso isso aconteça, veremos se ela tem condições de sair e falar a versão dela”, explicou Hitotuzi.

O delegado ainda explicou que os laudos psicológicos Vanuza apontam que ela sofria de depressão. Os documentos devem ser entregues à Justiça, responsável por avaliar novas medidas de segurança como tratamento psiquiátrico e medicação. A suspeita ficará presa na delegacia do município à disposição da Justiça.

Relembre o caso

A criança de 4 anos morreu após ser degolada pela própria mãe no município de Lábrea na manhã de terça-feira (21). Segundo a polícia, Vanuza Nascimento da Silva tinha problemas psicológicos e já havia anunciado que pretendia executar a menina. A mãe foi internada após ter tentado cometer suicídio.

“Ela avisou aos parentes e chegou a receber atendimento de um psicólogo da Prefeitura, porém, na manhã de hoje, consumou o ato”, informou.

O crime foi descoberto após um tio da vítima perceber que mãe e filha não saíam de casa. Na ocasião, ele arrombou a porta da residência e encontrou as duas. A menina foi encontrada pelo tio de barriga pra cima sobre uma cama, já morta. Só então a polícia foi acionada. A mulher morava com um namorado e a criança.

A Polícia Civil disse que investigará a participação de uma terceira pessoa no crime, tendo em vista que a mãe foi encontrada com hematomas.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.