Publicidade
Cotidiano
Notícias

Suspeitos de roubar clínica no Centro, Zona Sul, são presos

Gibson e Eliton foram autuados por roubo duplamente majorado, com concurso de uso de arma, e associação criminosa 13/12/2014 às 09:47
Show 1
O caso foi registrado no 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP)
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Geibson Marinho Branco, 27, e Eliton Alves Nogueira, 23, suspeitos de roubar uma clínica de saúde localizada na rua Ramos Ferreira, bairro Centro, Zona Sul de Manaus, foram presos na tarde desta sexta-feira (12).

De acordo com as informações do Titular do 5° Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Rodrigo de Sá, por volta das 15h, policiais militares da 5ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) abordaram dois homens que estavam em uma motocicleta modelo Honda CG 150 Titan ESD, cor cinza, placa JXP 1015, e com atitudes suspeitas, em via pública, no bairro Glória, na Zona Oeste.

Durante a revista foram encontrados em posse do garupa, três celulares, modelo iPhone. “Os policiais militares já sabiam, via rede rádio, que havia ocorrido um assalto à uma clínica no Centro, então trouxeram os dois homens para prestarem esclarecimentos na Delegacia”, informou o Delegado durante coletiva de imprensa realizada hoje à tarde.

Segundo ele, os dois homens e os objetos apreendidos foram apresentados e a equipe de investigação ligou para os contatos dos celulares, descobrindo que os celulares foram levados dos donos durante um assalto.

Em depoimento, Gibson, o piloto da moto, e o outro comparsa não assumiram a participação no crime, mas o primeiro informou que na residência dele, localizada no Beco das Cacimbas, bairro São Raimundo, havia um suspeito que poderia ter cometido o roubo e poderia informar a quem deveria pertencer a motocicleta apreendida.

A equipe de investigação da Polícia Civil se dirigiu então à casa de Gibson juntamente com os policiais militares, e, no imóvel, encontrou Eliton com outros 17 aparelhos celulares, possivelmente roubados das vítimas da clínica. Também foram apreendidos no local vários carimbos de médicos e da própria clínica, além de R$ 200 em dinheiro, quatro munições intactas, duas perucas, e dois capacetes.

“O crime ocorreu quando Gibson, que foi reconhecido pelas vítimas, e outra mulher que estamos investigando, entraram na clínica e anunciaram o assalto. Então, os dois fizeram um arrastão tomando os celulares e outros pertences das pessoas que estavam no local”, disse a autoridade policial.

A equipe de investigação do 5º DIP trabalha com a hipótese de que Gibson estava se dirigindo a algum lugar para descartar os aparelhos celulares, já que se trata de um modelo de fácil rastreamento. As perucas provavelmente pertencem à terceira pessoa envolvida no roubo e a arma utilizada não foi localizada.

Gibson e Eliton foram autuados por roubo duplamente majorado, com concurso de uso de arma, e associação criminosa. Os dois serão encaminhados à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão presos à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade