Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
EDUCAÇÃO

Taxa de analfabetismo reduz no AM em todas faixas etárias, aponta PNAD

Entre todos os estados brasileiros, o Amazonas registrou a 10ª menor índice. A taxa de analfabetismo das pessoas com 15 anos de idade ou mais foi de 5,8%



agora_anal_43CD5B3A-621F-431C-B473-802AAB84CDB0.JPG Em números brutos, no ano passado havia cerca de 168.000 pessoas analfabetas no AM. Foto: Arquivo AC
21/06/2019 às 05:00

A taxa de analfabetismo reduziu no Amazonas em todas as faixas etárias. A boa notícia vem da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD contínua 2018) sobre educação, divulgada na manhã da última quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em números brutos, no ano passado havia cerca de 168.000 pessoas analfabetas no Estado, 35 mil só em Manaus (em 2016 eram 187 mil).

Entre todos os estados brasileiros, o Amazonas registrou a 10ª menor taxa de analfabetismo. A taxa de analfabetismo das pessoas com 15 anos de idade ou mais foi de 5,8%, menor que em nível nacional, que foi de 6,8%.

Para o titular da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc-AM), Luiz Castro, a diminuição, ainda que lenta e gradual, dos índices de analfabetismo no Amazonas deve estar principalmente à maior escolarização das crianças, que tem sido atendidas com um número maior de creches e escolas de séries iniciais do ensino fundamental e o relativo êxito nas estratégias de alfabetização no Estado.

‘’No entanto, não é suficiente alfabetizar sem garantir sequencialmente uma capacidade de leitura, redação e interpretação de textos adequadas, o que é essencial para evitar o analfabetismo funcional. Avançamos muito mais no letramento inicial, o que é positivo, mas ainda temos esse grande déficit de aprendizagem interpretativa da leitura’’, ressaltou Castro.

Redução

De acordo com a ‘’PNAD contínua’’, o Brasil tem 11,3 milhões de analfabetos (com 15 anos ou mais). Em relação a 2017, houve uma redução de 121 mil analfabetos no Brasil. E, mais uma vez, os negros são mais afetados pelo problema que os brancos: são 9,1% contra 3,9%.

Taxa

O analfabetismo no Brasil está diretamente associado à idade. Quanto mais velho o grupo populacional, maior a proporção de analfabetos. O que pode ser um reflexo de uma melhora da alfabetização ao longo dos anos. Segundo os números de 2018, eram quase 6 milhões de analfabetos com 60 anos ou mais, o que equivale a uma taxa de analfabetismo de 18,6% para este grupo etário.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News guilherme 1674 2977771b 6b49 41af 859a ef3c3b62eae8
Repórter do caderno de Cidades - Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.