Publicidade
Cotidiano
ORIGEM NA ÍNDIA

Técnica de massagem 'Shantala' alivia cólicas e traz mais conforto para bebês

No dia 24 deste mês, a partir das 9h30, será realizada uma palestra sobre a técnica que ganhou notoriedade após um médico francês observar uma mãe massageando o filho 04/03/2018 às 18:06
Show massagem
Mayrlla Motta Manaus (AM)

Aliviar cólicas, prisão de ventre, relaxar e dar conforto na hora do sono. Esses são uns dos benefícios que a shantala traz para os bebês. De acordo com a fisioterapeuta pélvica Kellyane Oneida, a técnica teve origem no Sul da Índia. Ela ganhou notoriedade após o médico francês Frédérick Leboyer observar uma mãe massageando o filho. A sequência foi batizada com o nome da mulher “Shantala” e desde então é transmitida de geração em geração.

Entre os benefícios a fisioterapeuta cita a ampliação da respiração, fortalece os músculos e articulações, prepara o bebê para engatinhar e andar, e alivia as tensões entre as vértebras, ocasionadas pelo fato do pequenino passar muito tempo deitado. “Proporciona ainda equilíbrio, harmonia e relaxamento para a mãe e o bebê. Acredita-se que a shantala irá beneficiar a saúde e qualidade de vida dos bebês, assim como fortalecer o vínculo mãe-filho, que constitui o principal componente para um crescimento saudável”, explica.

A facilitadora de Shantala Sâmara Evangelista conheceu a técnica com a chegada do primogênito José Emmanuel, 18, e posteriormente praticou com o segundo filho, João Eliel, 17. Desde então ela ensina outras mães a massagearem os bebês utilizando da técnica de origem indiana.

Segundo a empreendedora do Feminino Consciente, na massagem são pressionadas as partes do corpo do bebê de maneira moderada para não causar desconforto. “A massagem Shantala é tão fantástica, que pode fazer com que eles se sintam seguros e protegidos, pois consegue reproduzir o mesmo estado emocional que os bebês viviam enquanto estavam presentes no ventre das mães, na vida uterina”, diz a doula.

 No dia 24 deste mês, a partir das 9h30,  Sâmara ministrará uma oficina de Shantala no Espaço  Arte de Gerar (Rua Rio Purus, nº 1136 C-1, Nossa Sra. das Graças). Mais informações através do telefone: 98815-4350. 

Como fazer

A massagem é composta por 19 exercícios e cada um traz um benefício diferente para o bebê, segundo a fisioterapeuta pélvica. Para por em prática, Kellyane indica que os pais escolham um lugar aquecido e confortável. É recomendado utilizar óleo vegetal diretamente nas mãos para proceder com os movimentos. “Seu bebê deve estar totalmente despido para receber a massagem, mas não deve sentir frio. Converse com seu bebê durante a massagem, principalmente com o olhar, pois o silêncio ajuda na concentração. Os movimentos devem ser feitos de forma lenta e ritmada, e cada movimento repetido de quatro a cinco vezes”, explica.

Segundo ela a massagem não pode ser feita após a alimentação, nem quando o bebê estiver gripado, com febre ou doente. A massagem pode ser feita desde o primeiro mês de vida até o sexto mês. Após a criança começar a engatinhar as condições podem diminuir já que não ficarão mais paradas para receber a massagem. “Mas se o seu bebê continuar aceitando após essa idade, pode continuar fazendo”, complementa.

 A fisioterapeuta atende  em domicílio agendando por meio do telefone (92) 98144-8475 ou Instagram @shantalaemcasa. No dia 31 deste mês, a partir das 10h,   ela também vai ministrar uma oficina de shantala  na clínica Equilibrium Medical (na avenida Mário Ypiranga, 1620 Adrianópolis). Agendamentos por meio do  telefone: 3085-6013.

Ofurô

 A psicóloga especialista na área da maternidade Patricia Lomonaco destaca outra técnica que traz benefícios, o ofurô. “Ele transmite muita segurança para o bebê, pois o formato arredondado do balde e a água quentinha simulam sensações vividas no útero materno, proporcionando assim um relaxamento, calma e bem-estar enormes. Ademais, a posição que ficam sentadinhos favorece o alívio dos gases, uma das maiores queixas entre os pais de recém nascidos. Segundo ela, ao contrário do que muitos pensam, a técnica não tem correlação com a Shantala. “A origem é diferente, mas combinam muito e por isso fazemos associadamente”, complementa a psicológa. Patricia dá muitas dicas sobre o uso do ufurô, massagem Shantala, sono do bebê e psicologia da maternidade no IG @shantala_neles.

Publicidade
Publicidade