Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
publicidade
Marun_Temer_C704CACE-49A6-4230-9BC0-CEE87884461C.jpg
publicidade
publicidade

TEMER

Temer está extremamente indignado com prisão, diz ex-ministro Marun

O ex-presidente da República foi preso ontem por suspeita de chefiar uma organização criminosa que atua há 40 anos desviando recursos públicos


22/03/2019 às 11:45

O ex-presidente Michel Temer está “extremamente indignado” após ter sido preso pela Polícia Federal, disse nesta sexta-feira (22) o ex-ministro Carlos Marun, que visitou Temer na Superintendência da PF no Rio de Janeiro após a prisão do emedebista por suspeita de chefiar uma organização criminosa que atua há 40 anos desviando recursos públicos.

 “Estive aqui ontem, encontrei o presidente extremamente triste e até indignado, porque como conhecedor do direito que ele é, ele sabe que esta sendo alvo de uma prisão arbitrária e ilegal”, disse Marun ao chegar à PF no centro do Rio de Janeiro nesta sexta-feira para visitar Temer novamente.

“Ontem estava extremamente triste e extremamente indignado, mas sendo tratado com dignidade e respeito”, acrescentou o ex-ministro da Secretaria de Governo, que disse ter sido autorizado a fazer a visita na condição de advogado, apesar de não estar cadastrado como defensor de Temer na causa.

Temer foi preso na quinta-feira pela PF, em São Paulo, no âmbito da operação Descontaminação, braço da Lava Jato que apura irregularidades na Eletronuclear, e foi acusado por procuradores do Ministério Público Federal de chefiar uma organização criminosa que atua há 40 anos desviando recursos públicos e cujas propinas recebidas e promessas de vantagens somam 1,8 bilhão de reais.

Também foram presos na operação, que apura propinas pagas em troca de contratos de obras na usina nuclear de Angra 3, o ex-ministro Moreira Franco, aliado de longa data do ex-presidente e que ocupou os ministérios de Minas e Energia e da Secretaria-Geral da Presidência durante o governo do emedebista, e o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo João Batista Lima Filho, amigo pessoal e apontado como operador financeiro de Temer.

De acordo com a PF, Temer está sendo mantido em uma sala de 20 metros quadrados, com banheiro e frigobar. Está previsto depoimento do ex-presidente nesta sexta-feira, assim como de Moreira e do coronel Lima, que estão presos em uma unidade da Polícia Militar do Rio em Niterói, mas que foram levados à Superintendência da PF nesta manhã.

publicidade
publicidade
Três motoristas são presos em Manaus durante operações da Lei Seca
Justiça decreta prisão de três pessoas pelas mortes na Muzema, no RJ
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.