Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
DIVÓRCIO CONSENSUAL

‘Tinder da separação’ lança botão do pânico para mulheres que sofrem violência doméstica

Com nova funcionalidade a plataforma Divórcio Consensual disponibiliza pacote de ajuda gratuito para mulheres que sofrem agressão



data-20122019---es---vitoria---mulher-vitima-de-violencia-domestica-151067-article_DC275050-E78E-4F7A-AB4A-62C14E8F19FB.jpg Foto: Divulgação
29/07/2020 às 09:51

Divórcio. A procura por essa palavra no Google cresceu 9.000% desde que as medidas de isolamento social começaram a vigorar para conter a pandemia do novo coronavírus. A procura deixa claro que o excesso de convivência abalou seriamente os relacionamentos e agravou outro comportamento que já fazia parte do cotidiano de muitas brasileiras: a agressão física cometida nas relações heteroafetivas. 

Pensando no socorro imediato às vítimas, a startup Divórcio Consensual acaba de lançar o “botão do pânico”. A funcionalidade permite que as mulheres agredidas recebam apoio jurídico e psicológico gratuito. As vítimas podem fazer a denúncia de agressão de forma imediata e ser atendidas por um advogado, em tempo real, ou agendar atendimento online com um dos advogados parceiros da plataforma. 



“Grande parte dos pedidos de divórcio que recebemos na plataforma são de mulheres na faixa-etária de 35 a 50 anos. Identificamos que no período de março a junho, o percentual de mulheres nessa faixa-etária que relatava sofrer agressões físicas era em média de 28%. Foi diante desses relatos que resolvemos disponibilizar o botão de denúncia juntamente com o apoio dos nossos advogados e psicólogos para as vítimas,” explica Marina Monteiro, advogada que administra os pedidos de divórcio na plataforma e co-fundadora da startup. 

Governo e Sociedade Civil se mobilizam em defesa das vítimas

Não é só a sociedade civil que está engajada no combate à violência doméstica durante a pandemia. No último dia 14 de julho, terça-feira, começou a tramitar no Senado o PL 1.552/2020 que prevê medidas de proteção à mulher em situação de violência enquanto durar o período de quarentena e de restrições de atividades no contexto da pandemia da Covid-19. O PL que já foi aprovado na Câmara dos Deputados vai disponibilizar serviço de acolhimento institucional em local sigiloso, seguro e apropriado à mulher em situação de violência, sob grave ameaça ou risco de morte, acompanhada ou não de seus filhos. 

Já na plataforma Divórcio Consensual, todo advogado que recebe uma nova solicitação de divórcio realiza um call para fazer uma entrevista com a pessoa. Após essa conversa a mulher será encaminhada para uma sessão de terapia online gratuita com a duração de 1 hora. O objetivo é ajudar a identificar os casos de agressão com mais rapidez, além de agilizar o pedido de divórcio em caráter de urgência. 

O site disponibiliza conferências online para tirar as dúvidas sobre a duração do processo de divórcio e possibilita o acompanhamento de toda a tramitação. Ao preencher um formulário pelo site, o advogado já recebe todas as informações necessárias para tratar dos trâmites da separação. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.