Publicidade
Cotidiano
TECNOLOGIA

TJ-AM lança aplicativo para consultar processos diretamente no celular

As já conhecidas plataformas e-SAJ e Projudi agora estão reunidas e disponíveis para advogados e as partes na palma da mão 12/06/2017 às 15:21 - Atualizado em 12/06/2017 às 15:57
Show 99
Juiz Marco Antônio Pinto da Costa (Foto: Divulgação)
Vinicius Leal Manaus (AM)

Abrir o navegador de internet, digitar o endereço eletrônico do Tribunal de Justiça do Amazonas (http://www.tjam.jus.br), procurar o link para a consulta processual e preencher os dados para acessar a tramitação de uma peça judicial. Toda essa ação sequenciada pode ter se tornado um hábito do passado agora que o aplicativo de celular “Consulta TJAM” foi lançado.

O app, gratuito e disponível nas lojas virtuais Google Play para sistema operacional Android e Apple Store para sistema IOS, permite que advogados, juízes, promotores e as partes, bem como o público em geral, consultem a tramitação de processos pela tela do celular. Até o momento, o novo sistema móvel recebeu mais de 1 mil downloads, segundo o Tribunal de Justiça.

“É o primeiro aplicativo do TJ-AM, um sistema unificado de consulta processual através do celular”, disse o diretor da Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicação (DVTIC) do TJ-AM, Thiago Facundo. Agora, as já conhecidas plataformas e-SAJ e Projudi, com processos da capital e do interior, respectivamente, tanto de 1º grau quanto de 2º grau, estão reunidas e disponíveis no smartphone.

“Por exemplo, se estou no celular, eu normalmente precisaria abrir o navegador de celular, digitar www.tjam.jus.br e procurar o link de consulta. Com o aplicativo fica muito mais fácil fazer a consulta”, explicou Thiago. “Na tela inicial (do app) você já tem acesso à consulta e com dois cliques já faz a consulta. Tem outras funções que estamos incorporando, mas a princípio o foco é a consulta processual”.

Outro diferencial do app, conforme o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do TJ-AM, é a possibilidade do usuário “favoritar” um processo. “Se você faz uma consulta por reiteradas vezes a um processo, você pode marcar o processo como favorito, e toda vez que houver alguma movimentação nele você receberá um aviso, uma notificação, como acontece no Facebook, no WhatsApp”, disse Facundo.

Demandas

A ideia para desenvolver o aplicativo surgiu após constantes pedidos feitos por advogados ao TJ-AM para uma plataforma de consulta processual móvel. “Hoje está tudo completamente informatizado. Nós do TJ-AM somos um dos tribunais que mais investem em tecnologia, apesar das dificuldades de logística e comunicação com o interior do Estado”, afirmou o juiz Marco Antônio Pinto da Costa, coordenador do DVTIC.

“A vida móvel passou a ser um aspecto importante e indispensável para todo mundo. Hoje as pessoas querem resolver tudo de forma muito rápida e já se habituaram a resolver pelo celular. O acesso à informação é extramente importante e para ser mais rápido precisa ser móvel”, completou o magistrado.

Publicidade
Publicidade