Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
TRAGÉDIA

Total de migrantes mortos em 2016 chega a 7.200, diz Organização Internacional para as Migrações

De um total de 7.189, 4.812 morreram ao tentar atravessar o mar Mediterrâneo para chegar à Itália, Grécia, Chipre e Espanha



imigrantes_mediterraneo_lusa_epa_moas_eu.jpg Quase 7.200 migrantes e refugiados morreram ou desapareceram desde o início deste ano no mundo
17/12/2016 às 20:01

Quase 7.200 migrantes e refugiados morreram ou desapareceram desde o início deste ano no mundo. O número representa 20% a mais que em 2015, informou hoje (17) a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

De um total de 7.189, 4.812 morreram ao tentar atravessar o mar Mediterrâneo para chegar à Itália, Grécia, Chipre e Espanha. É uma média de 20 mortes por dia, e o saldo total poderia aumentar até o final do ano em mais 200 ou 300 mortes, estima a organização em um comunicado.

A travessia do Mediterrâneo, utilizada por cerca de 360 mil migrantes este ano, é o caminho mais perigoso em todo o mundo. De acordo com informações recebidas pela OIM, 88 pessoas morreram esta semana no naufrágio de um barco que transportava 114 passageiros ao largo da costa de Zawiya, na Líbia.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.