Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Mobilização Professores

Trabalhadores em educação do Amazonas devem ir às ruas no dia Nacional de Paralisações

Mobilização acontece no Dia Nacional de Paralisações previsto para ocorrer na próxima sexta-feira(30)



1.jpg Categoria vai aderir às mobilizações no Dia Nacional de Paralisações
28/08/2013 às 11:42

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) está mobilizando a categoria para ir às ruas na próxima sexta-feira (30), dia Nacional de Paralisações. Em âmbito nacional o movimento é coordenado pela Confederação Nacional de Educação (CNTE). No Amazonas o Sinteam está à frente da mobilização e chama a categoria para participar do ato que será realizado em frente ao Palácio do Governo, a partir das 9h.

A pauta da categoria no Estado, de acordo com o presidente do Sinteam, Marcus Libório, diz respeito ao cumprimento da Hora de Trabalho Pedagógico (HTP), a Progressão Horizontal e Vertical, Calendário Escolar, CAED e o pagamento do Piso Nacional. Marcus ressalta que um documento com as reivindicações da categoria será entregue ao Governador Omar Aziz. "Os trabalhadores em educação querem ser recebidos e querem um posicionamento de seus governantes com relação às reivindicações", destaca.

Libório também destaca o não cumprimento do Piso Nacional nos municípios do Amazonas. Segundo ele, o piso não é cumprido e o Sindicato quer ampliar o diálogo com o Governo do Estado para pedir apoio na tentativa de que os prefeitos do interior paguem o piso. 

Na educação municipal os trabalhadores também reivindicam melhorias. O Sindicato, segundo Libório, luta pelo plano de saúde para os trabalhadores, melhores condições de trabalho e o reajuste do vale alimentação.

Os trabalhadores em educação seguirão em caminhada também para a sede da Prefeitura e, de acordo com Libório, eles vão pedir explicações ao Prefeito Arthur Neto sobre a máfia do aluguel dos prédios utilizados como escolas na capital. No total 172 escolas funcionam em prédios alugados no município.

Pauta Nacional

Na mobilização local também estará embutida a pauta nacional da educação que inclui o piso, carreira e jornada, votação imediata do Plano Nacional de Educação (PNE), profissionalização dos funcionários da educação e royalties do Petróleo para a Educação.

Também no dia 30, sexta-feira, a CNTE realizará um ato em frente ao Senado Federal, em Brasília. O objetivo é realizar um acampamento em frente ao Senado para pressionar a votação do PNE. O Plano aguarda uma decisão final há três anos e meio.

O acampamento será o ponto principal da agenda de mobilização da CNTE para o segundo semestre. No mês de agosto, as centrais sindicais também seguem na luta contra o projeto 4330, que trata da terceirização de trabalhadores. Dia 30 de agosto, Dia Nacional de Paralisação, marcará o início do acampamento, que ficará instalado até que o PNE tenha uma solução definitiva.

(*) Com informações da Assessoria de Comunicação e Imprensa do  SINTEAM

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.