Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
NOVAS CONTRATAÇÕES

Transporte escolar será ampliado em 23 municípios do Amazonas

Serviço, que era realizado por apenas uma empresa, tem licitação aberta para novas empresas. Audiência pública foi realizada nesta quarta-feira (10) para acrescentar sugestões ao processo



IMG_6801_7C865CAD-ECC3-4490-A6BE-74A077589C8B.JPG Foto: Divulgação
10/10/2019 às 18:44

No próximo ano, o sistema de transporte escolar que atende alunos dos ensinos Médio e Fundamental de 23 municípios das calhas dos rios Amazonas, Juruá e no entorno de Manaus será ampliado. Até então, o serviço era realizado por apenas uma empresa.

A abertura é um dos parâmetros da primeira licitação para escolha das empresas que vão executar o serviço, cujo edital foi lançado há cerca de quinze dias, e pretende oferecer maior concorrência e garantir o êxito do processo por meio da ampliação da oferta.



Na manhã desta quinta-feira (10), foi realizada audiência pública na Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc), na zona Sul de Manaus, para colher sugestões que serão acrescentadas ao projeto de licitação. Cada contribuição vai constar em ata a ser publicada no site da Seduc.

O certame será realizado em pregão eletrônico, ainda sem data definida. O critério de escolha baseia-se no menor preço médio por lote, independente do valor ofertado pela empresa. A vigência do contrato dura um ano e pode ser prorrogada por mais 60 meses. Uma planilha anexada ao edital permite ao licitante dar o preço de cada condição para a execução por serviço.

A área atendida foi distribuída em oito lotes, onde circularão veículos de transporte rodoviário e fluvial. “Uma empresa pode concorrer a um item num único lote, de acordo com a conveniência da empresa. Isso é um avanço e permite que mais pessoas e empresas participem, aumentando a probabilidade de que a licitação não seja frustrada”, explicou o titular da Seduc, Vicente Nogueira.

“As características de cheia e vazante também serão consideradas. Houve mudanças no parâmetro de medida: na área de transporte terrestre o deslocamento é medido por quilômetros. Na área fluvial, por tempo gasto”, acrescentou o secretário. “Isso foi medido por técnicos. Para cada rota, estão especificados os equipamentos adequados, como vans para os ramais e ônibus para as estradas”.

Segundo Luís Fabian, secretário executivo da Seduc, as equipes de transporte e logística do órgão fizeram um estudo minucioso de todas as escolas dos municípios, das zonas rurais, comunidades e dos alunos para definir o número de itinerários. “Trata-se de um serviço de altíssima complexidade. Chegamos a um total de quase 1.200 rotas rodoviárias e 1.800 fluviais nesses municípios. Promovemos também um esforço para reduzir o número de ônibus, botes e barcos. Exigimos na licitação um aperfeiçoamento das rotas”, afirmou.

 A chefe do departamento de Logística da Seduc, Georgete Monteiro, ressaltou que o formato de execução do contrato mantém o total de rotas já atendidas, contudo o número de veículos foi repensado. “Um equipamento pode fazer várias rotas. Para a administração, é um ponto de economia”, observou. “As rotas foram pensadas de acordo com a execução diária e quantidade de dias letivos”. O edital também vai contemplar o calendário letivo especial.

“As dificuldades logísticas são claras, e contamos com a ajuda de representantes de comunidades e funcionários exerçam o papel fiscalizador, pois é a população que necessita de uma boa prestação de serviço”, convocou Monteiro.

Na opinião da Coordenadora Regional de Educação de Iranduba, Nélia Nádia de Oliveira, a audiência serviu para dar voz às população do interior, que enfrentam várias dificuldades de deslocamento para estudar. “Nossa região é extensa, e maioria das nossas escolas, principalmente de nível tecnológico, estão localizadas em comunidades e funcionam à noite, atendidas por via fluvial”, disse. “Há uma demanda muito grande de transporte por parte dos alunos, que não têm oportunidade de vir para a sede do município concluir o Ensino Médio”.

Número

24.323 alunos da rede estadual de ensino são atendidos pelo sistema de transporte escolar viabilizado pela Seduc.

Repórter freelancer de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.