Sexta-feira, 26 de Abril de 2019
publicidade
Rodovi_ria_de_Manau.jpg
Foto: Arquivo A Crítica
publicidade
publicidade

COMBUSTÍVEL

Transporte rodoviário intermunicipal volta à normalidade a partir de quarta (30), diz Arsam

Devido à greve dos caminhoneiros, desde o sábado (26) as empresas de ônibus haviam reduzido em 50% as opções de horários e trajetos


29/05/2018 às 15:31

O transporte rodoviário intermunicipal voltará à normalidade a partir de quarta-feira (30) no Amazonas, divulgou hoje a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam). Segundo o órgão, a informação foi oficializada ontem pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento de Manaus (Sifretam).

Devido à greve dos caminhoneiros, desde o sábado (26) as empresas de ônibus Eucatur, Aruanã, Emtram, Master e Expresso Transamazônica haviam reduzido em 50% as opções de horários, alterando os trajetos de ida e volta de Manaus aos municípios de Itacoatiara, Vila do Abonari em Presidente Figueiredo, Novo Remanso, Balbina, Novo Airão e Manacapuru.

De acordo com o presidente do Sifretam, Aldo Oliveira, o fornecimento de diesel será normalizado, não sendo mais necessária a redução do quantitativo de horários das linhas, voltando à operação padrão na quarta-feira (30), mas que ainda existe o risco de restrição no abastecimento e falta de combustível.

“O fluxo de recebimento e distribuição de diesel vão ser normalizados até a terça-feira (29). É importante informar que, segundo as distribuidoras, as demandas estão sendo atendidas dentro da normalidade, porém como o fluxo de recebimento e distribuição foi interrompido, as balsas e navios atrasaram o descarregamento e seus retornos para carregamento, o que pode gerar atrasos no recebimento de combustível das distribuidoras”, explicou Oliveira.

publicidade

O diretor-presidente da Arsam, Walter Cruz, com amparo na lei federal n.3006/2005 cumpre as competências de organizar, delegar, controlar e fiscalizar os serviços do transporte rodoviário intermunicipal, e assegurar aos passageiros o direito de ir e vir, mantendo a população informada sobre as alterações destes serviços. Cruz afirma que a redução nos horários dos ônibus não causou tumulto na rodoviária, mas que os supervisores da Arsam continuam atuando de forma a prestar esclarecimento, assegurar os direitos da população que precisa do transporte rodoviário intermunicipal coletivo de passageiros.

Ouvidoria

A ouvidoria da Arsam está disponível para que a população manifeste reclamações, sugestões e denúncias por meio do telefone 0800-280-8585, presencialmente no posto de atendimento na Rodoviária Huascar Angelim, situada na avenida Mário Ipiranga, nº 2348, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus e na sede da Arsam, na avenida Álvaro Maia, nº 2357, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul da capital.

Se a solicitação não for atendida pelas empresas responsáveis no prazo estabelecido, o lesado deve procurar a Arsam na ouvidoria ou em nas redes sociais da Agência.

*Com informações da assessoria de imprensa

publicidade
publicidade
GACC-AM inicia venda de ingressos para 20ª feijoada beneficente
Homem que matou vizinho em estância é condenado a 15 anos de prisão
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.