Domingo, 08 de Dezembro de 2019
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

TRE-AM estuda possibilidade de manter votação para o dia 6 de agosto

Ontem, o ministro Celso de Mello do Superior Tribunal Federal, derrubou a decisão do ministro Ricardo Lewandowski de suspender as eleições diretas para governador do Estado



show_show_99.jpg (Foto: Arquivo A Crítica )
07/07/2017 às 09:52

Um dia após a decisão de retomada das eleições diretas, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) estuda a possibilidade de manter o calendário eleitoral, com a eleição suplementar para governador do Estado para o dia 6 de agosto.

Ontem, o ministro Celso de Mello, do Superior Tribunal Federal (STF) derrubou a decisão do ministro Ricardo Lewandowski de suspender as eleições diretas. Os trabalhos no TRE-AM já foram retomados.



"O cronograma passa por avaliação e há a possibilidade de não alterar o calendário. Ainda não chegamos a uma conclusão. Ate o fim da tarde isso possivelmente já estará concluído", destacou o presidente do TRE-AM, Yedo Simões.

Se houver alteração de data, Simões ressalta que as eleições podem ser realizadas no dia 3 de setembro, primeiro turno e 24 de setembro, segundo turno. "O calendário acabou ficando muito apertado. Existem prazos que acabaram sendo suspensos, como o de impugnação dos candidatos, mas iremos avaliar tudo isso", destacou.

Sobre os contratos suspensos, o presidente do TRE-AM garantiu que eles poderão ser retomados. "Eles foram suspensos, mas havia um recurso envolvido e eles deverão ser retomados", disse.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.