Publicidade
Cotidiano
UFAM

Três chapas são homologadas para eleição da nova reitoria da Ufam

Até o dia 20 de março, as chapas devem apresentar suas s propostas à comunidade acadêmica. O calendário inicia na próxima quarta-feira, 8, onde os candidatos participarão de debates 06/02/2017 às 09:44
Show 1191574
Três chapas são homologadas para eleição da nova reitoria da Ufam
Kelly Melo Manaus (AM)

Três chapas para concorrer à eleição para a escolha da nova a reitoria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para o quadriênio 2017-2021 foram homologadas. As três chapas terão de 10 de fevereiro a 20 de março para apresentar suas propostas à comunidade acadêmica. A consulta para o primeiro turno ocorre dia 22 de março.

De acordo com a Comissão de Consulta à Comunidade Universitária (CCCUN), as candidaturas aprovadas foram a chapa 17 "Juntos pela UFAM", que tem como candidato a reitor o professor Hedinaldo Narciso Lima (atual vice-reitor) e Nikeila Chacon de Oliveira Conde, para vice.

A chapa 31 "Contraponto", liderada pelas professoras Arminda Rachel Botelho Mourão (reitora), e Iolete Ribeiro da Silva (vice-reitora) também tiveram as candidaturas aprovadas pela comissão.

Concorrem ao pleito ainda os professores Sylvio Mário Puga Ferreira (reitor) e Jacob Moyses Cohen (vice) pela chapa 33 “UFAM: conectada para o futuro".

Podem votar na consulta informal à comunidade universitária docentes e técnico-administrativos ativos (admitidos até 07/03/2017) e aposentados. Os professores de graduação e pós-graduação stricto sensu e lato sensu também podem participar desde que regularmente matriculados até 07/03/2017.

Segundo a comissão, o voto é paritário, não havendo diferença de peso entre os três segmentos da comunidade universitária (estudantes, técnico-administrativos e docentes).

Até o dia 20 de março, as chapas devem apresentar suas s propostas à comunidade acadêmica. O calendário inicia na próxima quarta-feira, 8, onde os candidatos participarão de debates.

O primeiro será no Campus Manaus, no auditório Dr. Zerbini (diurno). Na sexta, as propostas serão apresentadas no Campus de Itacoatiara, no auditório do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICET).

Dia 14, o Campus Manaus, volta a receber as discussões n setor Norte, no hall do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL) e no dia 20 de março, no setor Sul, no auditório Eulálio Chaves.

Caso haja segundo turno, a data prevista é 31 de março. A eleição no Conselho Universitário (Consuni) está marcada para o dia 7 de abril. Depois da consulta, os votos da comunidade acadêmica serão apresentados no Consuni, onde os membros realizam votação, e podem ou não acatar a decisão da maioria. Após a votação, uma lista tríplice será definida e encaminhada ao presidente da República, Michel Temer, que irá nomear o novo reitor da Ufam. A gestão da atual reitora, Márcia Perales, termina em julho deste ano.

Prazo para recursos

Os candidatos à reitoria da Ufam precisam apresentar requisitos básicos para terem a inscrição homologada. A principal delas é ter o título de “Doutorado” ou estar nos últimos níveis da carreira de magistério, como ser associado 4 ou titular.

As inscrições encerraram na última sexta-feira, a Comissão de Consulta vai divulgar os nomes das chapas inscritas, bem como o plano de trabalho de cada candidato. A partir de segunda-feira, inicia o processo de interposição de recursos. A primeira consulta acontecerá no dia 22 de março, das 7h às 21h, e toda a comunidade tem direito ao voto. O segundo turno acontece no dia 31, caso nenhuma chapa alcance 50% mais um, e no dia 7 de abril, a eleição será realizada no Consuni.

Mesmo peso no voto de servidores, alunos e professores

O voto é paritário, não havendo diferença de peso entre os três segmentos da comunidade universitária (estudantes, técnico-administrativos e docentes). Após a votação, uma lista tríplice será definida e encaminhada ao presidente da República, Michel Temer, que irá nomear o novo reitor da Ufam.

Publicidade
Publicidade