Publicidade
Cotidiano
Notícias

Três morrem e três ficam feridos após acidente na AM-070

Segundo a testemunha, o motorista do Fiat Siena de placa OAI-1610 dirigia na contra mão quando colidiu frontalmente com o Prisma de cor cinza de placa NOQ-2374 08/07/2013 às 14:14
Show 1
Com a força da batida, três pessoas morreram no acidente ocorrido na AM 070, entre elas uma criança de quatro anos
Joana Queiroz* Manaus

O cabo da Polícia Militar Raimundo Socorro da Silva Monteiro, o “cabo Monteiro” está sendo responsabilizado pelo acidente de carro ocorrido no início da noite de sábado (6) no Km 8 da estrada AM-070, que resultou nas mortes de Nilton Faba Rocha, da adolescente Jéssica Santos de Oliveira, 17, e da criança Noemy de Souza Rocha, 4. Três pessoas conseguiram sobreviver, duas delas são moradoras do município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus).

Uma prima de Jéssica de 17 anos disse que elas estavam com o cabo e mais um homem identificado como “Marcelo” em um balneário na estrada de Manacapuru, que ela não sabe dizer o nome, e que o policial pagou R$ 200, para Jéssica ir com ele a um motel próximo e foi quando aconteceu o acidente.

A adolescente disse que o cabo estava alcoolizado, dirigia sem cinto e em alta velocidade e que por várias vezes Jéssica quis desistir da viagem, já que elas tinham saído de casa para ir ao balneário sem avisar aos pais, mas o cabo insistiu e ela acabou indo. “Antes de chegar à ponte a Jéssica pediu para voltar, mas ele não quis”, disse a adolescente.

Segundo a testemunha, o cabo Monteiro estava dirigindo o Fiat Siena de placa OAI-1610 na contra mão quando colidiu frontalmente com o Prisma de cor cinza de placa NOQ-2374 que estava sendo dirigido por Altamiro Charles da Silva. Os dois motoristas conseguiram sobreviver.

A informação de familiares do cabo é que o estado de saúde dele é grave e que está internado em uma UTI.


Leia mais na edição impressa do jornal A Crítica desta segunda (8)

Publicidade
Publicidade