Publicidade
Cotidiano
Notícias

Três pessoas são encontradas mortas na manhã desta quarta-feira (11)

Dois dos corpos pertenciam a adolescentes, um deles apresentou sinais de tortura e outro foi encontrado, caído nas pedras de um barranco de um metro e meio de altura 11/09/2013 às 12:47
Show 1
O corpo foi encontrado em um barranco no beco José Casemiro de Abreu, bairro do Céu, na Zona Sul de Manaus
Bruna Souza Manaus, AM

O Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção de três corpos na manhã desta quarta-feira (11). Um dos corpos foi encontrado carbonizado dentro de um prédio abandonado no centro da cidade de Presidente Figueiredo – localizada a 107 quilômetros de Manaus. Os outros dois pertencem a adolescentes que foram encontrados em Manaus, um com um tiro nas costas e marcas de tortura e outro jogado em um barranco de um metro e meio de altura na área central da cidade.

O último caso a ser registrado foi do adolescente de 13 anos, que era conhecido como ‘João Victor’. O corpo foi encontrado em um barranco no beco José Casemiro de Abreu, bairro do Céu, na Zona Sul de Manaus. A reportagem de A CRÍTICA esteve no local e, segundo moradores, o corpo foi encontrado pela manhã, de bruços em cima de algumas pedras, nas proximidades de um córrego que passa no local. O jovem apresentava ferimentos no rosto, mas a polícia não soube informar se foram causados pela queda ou por espancamento.

De acordo com moradores, o adolescente era conhecido da área e vivia nas ruas. A vítima costumava  conversar com os moradores e em algumas ocasiões chegou a relatar que morava com a mãe no bairro São Raimundo, porém, ela o havia expulsado de casa. Ainda segundo populares, o menino era usuário de drogas, mas tinha uma boa relação com os moradores e, por isso, era bem visto pela comunidade.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que o jovem pode ter sido vítima de overdose. Segundo servidores do IML, não houve perícia, pois populares mexeram no corpo e no local.

O segundo corpo pertence a um adolescente, que aparenta ter entre 14 e 15 anos, foi encontrado também pela manhã, na rua J3, Conjunto Águas Claras, na Zona Norte. De acordo com a polícia, a vítima morreu após ser atingida por um tiro no peito e apresentava marcas de tortura. O corpo foi encontrado com as mãos amarradas para trás e as unhas arrancadas.

Terceiro Caso

Guardas municipais de Presidente Figueiredo desconfiaram da fumaça que saía de um prédio abandonado, localizado no Centro da cidade, durante a madrugada. Os guardas entraram no local e encontraram um corpo carbonizado. O lugar estava vazio durante a abordagem e de acordo com a polícia, é usado por usuário de drogas da área.

Até o fim da manhã desta quarta-feira, os corpos não foram identificados e foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML). A polícia vai investigar os casos.

Publicidade
Publicidade