Publicidade
Cotidiano
Notícias

Tribunal de Justiça do AM recebe 30 armas apreendidas no município de Careiro da Várzea

O próximo passo será o encaminhamento do armamento para destruição, no Batalhão de Suprimentos do Exército: os objetos passarão por um processo de destruição manual e, em seguida, por uma reação química 18/03/2015 às 15:11
Show 1
Benjamim Constant, Anori, Beruri e Atalia do Norte terão seus armamentos apreendidos entregues na capital em breve.
acritica.com Manaus (AM)

A departamento de Depósito Público do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), recebeu nesta semana 30 armas apreendidas em inquéritos na comarca do Careiro da Várzea. Segundo Sidney Level de Brito, responsável pela divisão, esta foi a primeira vez que o município encaminhou armamento apreendido.

“Entre as apreensões estavam revólveres, espingardas e armas caseiras. Por se tratar de uma comarca relativamente pequena, o número não foi tão grande”, adianta.

Como próximo passo, Level afirma que todos os objetos serão encaminhados para o Batalhão de Suprimentos do Exército que dará a destinação certa.

“Quando o armamento chega no local, ele passa por um processo de destruição manual e, em seguida, por uma reação química. Com isso, todos os objetos ficam impossibilitados de serem reutilizados”, comenta.

Para que as armas sejam trazidas para capital, é preciso que haja a solicitação da própria comarca. “Analisamos se a quantidade é suficiente e mandamos buscar o armamento apreendido. Trabalhamos com um cronograma e já atendemos 21 municípios, totalizando mais de mil objetos destruídos. Com isso, visamos dar segurança aos fóruns do interior, evitando a subtração ou tentativa de invasão do local”, finaliza.

Benjamim Constant, Anori, Beruri e Atalia do Norte terão seus armamentos apreendidos entregues na capital em breve.

Publicidade
Publicidade