Publicidade
Cotidiano
SEM COMIDA

Tropa da Polícia Militar e mais de 50 presos ficam sem alimentação nesta quarta-feira

A situação é confirmada por comandantes das Companhias Interativas Comunitárias (Cicons) e por praças que estavam tirando serviço nas ruas 30/03/2016 às 15:17 - Atualizado em 30/03/2016 às 16:18
Show 950572
A não renovação de contrato com a empresa Ripasa Alimentos Ltda. teria deixado a tropa da Polícia Militar sem o almoço de hoje (Arquivo AC)
JOANA QUEIROZ MANAUS

A não renovação de contrato com a empresa Ripasa Alimentos Ltda. teria deixado a tropa da Polícia Militar sem o almoço de hoje, além deles, mais 50 presos que estão na Companhia de Guarda da Polícia Militar, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte. A situação é confirmada por comandantes das Companhias Interativas Comunitárias (Cicons) e por praças que estavam tirando serviço nas ruas.

No início da manhã, o comandante da 1ª Cicom tenente coronel Alonso passou um comunicado aos seus comandados informando que hoje não haveria almoço para nenhuma Cicom. ”Determino aos senhores, deveis ficar junto às suas guarnições que tem QSO na área para fazer esse almoço na área de serviço ou até mesmo fora, dentro de uma hora”, diz o comunicado.

Uma outra comunicação da parte dos presos da Companhia de Guarda para a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) é que eles estavam sem o café da manhã e o almoço. Além dos militares, os advogados presos pela Polícia Federal na Operação La Muralla, também estavam passando fome.

No comando geral da Polícia Militar no bairro de Petrópolis, a informação é que o comandante coronel James Frota está viajando e que o subcomandante Rubens de Sá só vai se pronunciar sobre o caso amanhã.

Representantes de associações dos militares informaram que essa situação de falta de alimento para os policiais que estão tirando serviço já vem ocorrendo há alguns dias e que muitos policiais estão trabalhando só até as 13h e sendo liberados para almoçarem nas suas casas.

Publicidade
Publicidade