Publicidade
Cotidiano
Crime eleitoral

TSE manda investigar votos suspeitos no Amazonas durante eleições de 2014

O ministro Gilmar Mendes pediu à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República investigarem 40 mil votos suspeitos em todo o Brasil, sendo 1.136 ocorrências só no Amazonas 10/06/2016 às 11:48 - Atualizado em 10/06/2016 às 12:06
Show 298561
(Foto: Evandro Seixas)
acritica.com Brasília

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR) e à Polícia Federal (PF) a abertura de investigação de 40 mil votos das eleições de 2014, incluindo votos realizados por eleitores no Amazonas.

Gilmar Mendes pediu a substituição de todos os mesários que participaram das últimas eleições. De acordo com a assessoria do TSE, a equipe técnica do tribunal constatou que nomes de eleitores que justificaram a ausência também apareciam entre os que votaram nas urnas.

Segundo o tribunal, não foram encontrados problemas nas urnas eletrônicas e os indícios apontam a irregularidade por erro humano. Os dois municípios com mais ocorrências são do Maranhão: Centro do Guilherme e Bom Lugar, e p estado com mais ocorrências é São Paulo, seguido de Minas Gerais e Bahia.

No Amazonas, foram registradas 1.136 ocorrências de eleitores que justificaram ausência e também registraram voto na urna. No 1º turno, a cidade amazonense com mais casos foi Novo Airão, com 18 ocorrências. No segundo turno o município com mais ocorrências foi Guajará, com 21 casos.

Publicidade
Publicidade