Sábado, 18 de Setembro de 2021
Investigação

TSE vai investigar possível financiamento de atos realizados no dia 7 de setembro

Além de investigar financiamentos, TSE pretende identificar quem foram os financiadores dos atos



manifestacaopaulista_EF03B2C5-A858-4A1D-BC76-9539FFA16D5A.jpeg Foto: José Brito / CNN Brasil
15/09/2021 às 12:24

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu investigar a possível existência de financiamento de atos antidemocráticos de 7 setembro e, em caso de ter havido, quem financiou. A decisão foi assinada pelo corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luís Felipe Salomão.

Além disso, serão investigados se os atos configuraram propaganda eleitoral antecipada, pois, o presidente Jair Bolsonaro e apoiadores participaram dos atos - conforme apuração de Salomão inclusa no inquérito que corre na Justiça Eleitoral.

Salomão destaca a importância de saber se houve pagamento de transporte e diárias para manifestantes, e quem esteve por trás da organização do evento.

De acordo com Globo News, essas novas apurações são consideradas “um desdobramento relevante da investigação sobre os atos”. Além de ser a primeira consequência judicial dos atos, pois irá “focar em esclarecer se foi uma manifestação espontânea e se teve conteúdo eleitoral”, afirmou fonte à reportagem.

O Tribunal Superior Eleitoral deve investigar para saber se houve:

- abuso de poder econômico e político;

- uso indevido dos meios de comunicação social;

- corrupção;

- fraude;

- condutas vedadas a agentes públicos;

- propaganda extemporânea (antecipada), em relação aos ataques contra o sistema eletrônico de votação e à legitimidade das eleições de 2022.



News b9c859f0 b845 415e 97aa d9fe4eb65dc1 96581f6b 36a1 4a7c a5d9 8f8c56b0b256
Repórter de A Crítica
Amazonense, nascido e criado em Manaus. Graduado em Jornalismo e mestrando em Antropologia Social, ambos pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.