Publicidade
Cotidiano
Notícias

Ufam e professor do Ceulm-Ulbra são contemplados no Prêmio Santander Universidades em SP

Universidade Federal do AM ficou entre as três instituições que mais apresentaram projetos na 10ª edição do evento e o professor Newton Silva de Lima foi premiado 06/11/2014 às 13:06
Show 1
O projeto da Casa Ecológica foi desenvolvido por universitários dos cursos de Engenharia e Arquitetura do Ceulm-Ulbra (detalhe), que construíram uma casa popular usando somente materiais reciclados
Gerson Severo Dantas São Paulo (SP)

O Amazonas bateu na trave duas vezes, ontem, durante a entrega dos Prêmios Santander Universidades de Empeendedorismo, Ciência e Inovação, Universidades Solidárias e Guia do Estudante - Destaques do ano, que juntos pagaram mais de R$ 2 milhões em premiações em dinheiro. A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) ficou entre as três instituições federais de ensino superior que mais apresentaram projetos nesta 10ª edição dos prêmios e o professor Newton Silva de Lima, do Centro Universitário Luterano de Manaus (Ceulm-Ulbra), foi finalista na categoria Ciência e Inovação - Indústria, com o projeto Casa Ecológica.

O vice-reitor da Ufam, Hedinaldo Lima, avaliou que o fato da instituição estar entre as três que mais apresentaram projetos nas áreas de pesquisa, extensão e gestão acadêmica - 46 no total - demonstra o quanto professores e alunos estão produzindo em prol do Estado. “É um sinal também de que produzimos, e agora estamos colocando essa producão à prova, pois antes produzíamos, mas ninguém se inscrevia em premiações como esta do Santander Univrsidades”, disse Hedinaldo. “Então, é com alegria que vi a Ufam aqui, entre as finalistas, porque é importante se submeter a essas provas”, completou.

Sobre a produção acadêmica de um modo geral, Hedinaldo disse que ela está crescendo em todas as unidades acadêmicas e não apenas quantitativamente, mas também cresce em qualidade. “Há poucos dias o professor Gustavo, do Centro de Biotecnologia da Ufam, ganhou a medalha de ouro em uma premiação internacional concedida em Boston, nos EUA, com um trabalho que utiliza organismos que ajudam a despoluir nossos rios e igarapés. Ele concorreu com trabalhos do mundo todo”, contou.

O número de projetos inscritos pela Ufam, contudo, não foi suficiente para barrar a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que venceu nesta categoria e ainda abocanhou dois prêmios individuais.

CASA ECOLÓGICA

O projeto da Casa Ecológica apresentado pelo professor Newton Silva de Lima foi desenvolvido por universitários dos cursos de Engenharia e Arquitetura do Ceulm-Ulbra e conseguiu construir uma casa popular totalmente ecológica, em padrão adotado pela Caixa Econômica Federal para financiamento de casa de programas como o Minha Casa, Minha Vida.

Para alcançar o objetivo, Newton e equipe usaram materiais reciclados e se trancaram no Laboratório de Construção Civil da Instituição. Ele só saíram de lá quando tornaram possível construir paredes em tijolos feitos de garrafas Pet e um ecotelhado à base de embalagens de leite longa vida. No final, Newton e equipe conseguiram colocar de pé uma casa ambientalmente correta e com baixo custo de produção.

O trabalho dos amazonenses não conseguiu superar um projeto apresentado pelo professor-doutor Luciano Vieira de Araújo, da Universidade de São Paulo (USP), que automatizou processos de modelagens de vestuário e criação de peças de roupas personalizadas.

Publicidade
Publicidade