Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Notícias

Unidades básicas de Saúde terão R$ 80 milhões para internet banda larga

A estimativa é que os contratos por conexão terrestre tenham duração de três anos, enquanto o contrato para conexão por satélite terá prazo de quatro anos



1.jpg O ministro da Saúde, Alexandre Padilha
29/11/2013 às 09:26

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou nesta sexta-feira (29) que serão investidos  cerca de R$ 80 milhões por ano para levar internet banda larga a 12.372 unidades básicas de Saúde (UBS). Está prevista para a próxima semana a finalização de um pregão eletrônico que vai licitar cinco lotes de conexão de banda larga, sendo quatro de conexões terrestres e uma por satélite.

A estimativa é que os contratos por conexão terrestre tenham duração de três anos, enquanto o contrato para conexão por satélite terá prazo de quatro anos. O custo mensal do ministério será em torno de R$ 6,9 milhões para as mais de 12 mil UBS. O prazo de implantação é um ano, e a previsão é que até o fim de 2014 todas as conexões tenham sido implantadas.

Com o acesso à banda larga, as unidades terão maior organização no atendimento, acesso ágil a ferramentas como prontuários eletrônicos, que reúnem todo o histórico de atendimento aos pacientes.

A conexão banda larga também possibilitará acesso mais rápido ao Portal de Saúde do Cidadão, onde são registradas as informações individualizadas sobre internações, atendimentos ambulatoriais de alta complexidade e cirurgias. Esses dados são restritos aos pacientes, que poderão liberá-los aos médicos que os acompanham.

Além disso, as UBS poderão consultar e incluir dados no Sistema de Cadastramentos dos Usuários do Sistema Único de Saúde, possibilitando a emissão do número do Cartão Nacional de Saúde.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.