Publicidade
Cotidiano
RACISMO

Universidade paulista expulsa aluno que pelas redes sociais ameaçou matar negros

Universidade paulista expulsa aluno que pelas redes sociais ameaçou matar negros 10/01/2019 às 15:50
Show cursos de fe rias mackenzie 2018 db12cbbc 77a4 44fc 9fab fa38020f5cd3
Foto: Agência Brasil
Bruno Bocchini (Agência Brasil) Brasília (DF)

A Universidade Presbiteriana Mackenzie expulsou o aluno Pedro Baleotti que, em outubro de 2018, divulgou vídeos em suas redes sociais nos quais ele fez discurso incitando a violência com ameaças e manifestação racista. “Essa negraiada vai morrer” disse o aluno em um trecho do vídeo, gravado em um automóvel fora da instituição de ensino.

“Os trâmites institucionais foram cumpridos e o aluno foi expulso, receberá todos os documentos quanto aos créditos cumpridos. A instituição não coaduna com atitudes preconceituosas, discriminatórias e que não respeitam os direitos humanos”, disse a Mackenzie em nota. Segundo a assessoria de imprensa da Mackenzie, o aluno não poderá recorrer da decisão, tornada pública hoje (10).

O advogado Norman Prochet Neto, que defende o estudante, disse que os vídeos foram divulgados sem a autorização do aluno. A defesa do estudante fez também alguns esclarecimentos.

“Tendo em conta a divulgação de reportagens no sentido que o Sr. Pedro B. Baleotti foi desligado da Universidade Presbiteriana Mackenzie em virtude de vídeos indevidamente divulgados durante o período eleitoral, necessário se esclarecer o seguinte: 1- Conforme já informado anteriormente, ambos os vídeos foram enviados a um grupo restrito de amigos em aplicativo de troca de mensagens, sem qualquer intenção de divulgação por parte do Sr. Pedro; 2- Os vídeos foram publicados de forma indevida e sem a autorização do Sr. Pedro, violando direitos de sua personalidade”, disse em nota, o advogado.

Publicidade
Publicidade