Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
Notícias

Universitários do Amazonas desenvolvem carro off road para evento nacional em São Paulo

O 'Tambakiller' é um veículo off road que vai concorrer com outros 75 carros projetados por mais de 1.200 estudantes de Engenharia



1.jpg Estudantes do Amazonas constroem carro off-road para competição em SP
06/02/2015 às 18:46

Uma equipe formada por estudantes universitários do Amazonas será a única representante da Região Norte na 21ª Competição Baja SAE Brasil-Petrobras, de 5 a 8 de março em Piracicaba (SP).

Para a disputa automobilística, os alunos desenvolveram o “Tambakiller”, um veículo próprio, modelo off road, que vai concorrer com outros 75 carros projetados por mais de 1.200 estudantes de Engenharia de 70 instituições de ensino superior do Brasil (16 Estados e mais o Distrito Federal) e até dos Estados Unidos.



Os estudantes integram o curso de Engenharia Mecânica da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e, se ficarem entre as três primeiras instituições na competição, que acontece no Esporte Clube Piracicabano (ECPA), garantem lugar na Baja SAE Maryland, que acontece de 7 a 10 de maio em Baltimore (EUA). Nesse evento específico, que é realizado pela SAE International, o Brasil já foi campeão em cinco oportunidades.

“A idéia do projeto é desenvolver um sistema de suspensão e frenagem do carro. Estamos trabalhando direto na finalização da montagem, partes de soldagem e de todo o sistema de transmissão,  suspensão e, só após essa etapa, é que faremos o teste do veículo para poder, enfim, enviá-lo para a competição”, explica o estudante Flávio Gabriel , do 9º período de Engenharia Mecânica da UEA e capitão da equipe.

O projeto do veículo off road, denominado “Baja UEA”, envolve 20 alunos da instituição, sendo que dez deles vão representar o Estado na cidade paulista, em um sonho perseguido pelos jovens desde 2011.

Além dos estudantes de Engenharia Mecânica, o trabalho concentra esforços de acadêmicos de Engenharia de Produção, que ajudam a equipe na parte de prestação de contas, planejamento de projetos industriais e de  fabricação , além de participação no cronograma e no marketing, claro.

Na pilotagem do "Tambakiller", estão os estudantes Mário Barbosa e George Henrique, ambos do 9º período de Mecânica. O coordenador do projeto é o professor Eduardo Rafael Barreda.

Os veículos Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora de estrada, com quatro ou mais rodas e motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pilotos com até 1,90 m de altura, pesando até 113,4 kg.

Os sistemas de suspensão, transmissão e freios, assim como o próprio chassi, são projetados e construídos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto. O combustível é a gasolina comum.

O interesse em desenvolver um grande projeto dentro da instituição de ensino e mergulhar na área automobilística fez os estudantes enfrentarem uma verdadeira saga.

Uma das principais “batalhas enfrentadas” foi a dificuldade geográfica, que gerou problema de logística com uma empresa fornecedora de peças da Paraíba que, por sua vez, teve entraves problemas com uma importadora dos Estados Unidos. “Compramos as peças em maio do ano passado e a outra remessa, que deveria chegar em agosto, só chegou aqui a Manaus em janeiro. Um modelo desses off roads demora, em média, de 2 a 3 meses para ficar pronto. É muito difícil implantar esse tipo de projeto numa universidade e, principalmente, num Estado com muito pouco acesso a matérias-primas e produtos correlatos”, detalha Flávio Gabriel.

A equipe estreante usou dispositivos de fixação e gabaritos nos tubos do próprio chassi. “Um sistema barato e simples que fabricamos antes de iniciar a construção do chassi.

Na suspensão traseira, a equipe desenvolveu alavancas de auxílio ligadas entre o chassi e o braço interior, de modo a multiplicar a força aplicada no amortecedor. “Para as provas de suspension and traction e o enduro de resistência, priorizamos o desempenho da frenagem e da retomada para uma rápida resposta do veículo”, explica o capitão da equipe. As empresas Yamaha Motor da Amazônia e Alltec Composites estão apoiando a inciativa dos estudantes da UEA.

21ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS

Quando: de 5 a 8 de março de 2015.

Onde: Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA) – rodovia SP 135, km 13,5, bairro Tupi, Piracicaba/ SP.

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR

Dia 5 (quinta-feira) – Das 8h30 às 9h30 – Briefing da competição. Das 10h30 às 19h – Inspeções técnicas, re-check das inspeções técnicas e verificações de motor, conforto e freios.

Dia 6 (sexta-feira) – Das 8h às 19h – Inspeções técnicas, re-check das inspeções técnicas e verificações de motor, conforto e freios. Das 9h30 às 19h – Primeira fase de apresentação de projetos.

Dia 7 (sábado) – Das 9h às 11h – Primeira fase de apresentação de projetos. Das 11h30 às 16h – Provas dinâmicas (capacidade de tração, aceleração e velocidade máxima, e suspension and traction) e repescagem de segurança. Das 11h30 às 17h30 – Repescagem de conforto. Das 11h30 às 18h30 – Repescagem de freios. Das 11h30 às 19h – Finais de apresentação de projetos. Às 19h – Briefing com pilotos.

Dia 8 (domingo) – Às 9h15 – Formação do grid de largada. Das 10h às 14h – Enduro de resistência. Às 15h – Cerimônia de encerramento.

Equipes na 21ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS
Total: 76 equipes inscritas • 16 Estados mais DF e EUA • 70 instituições de ensino
(em 2014 foram 72 equipes inscritas • 17 Estados mais DF • 66 instituições de ensino)
CENTRO-OESTE (1 estado + DF – 3 equipes – 3 instituições)
Distrito Federal (2 equipes / 2 instituições)
Universidade de Brasília (UnB) – equipe Piratas do Cerrado (carro 34)
Universidade de Brasília (UnB) – Faculdade Gama – equipe Unbaja (carro 68)
Mato Grosso (1 equipe / 1 instituição)
Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) – equipe UFMT Baja SAE (carro 44)
NORDESTE (7 Estados – 10 equipes – 9 instituições)
Bahia (1 equipe /1 instituição)
Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) – equipe Baajatinga (carro 49)
Ceará (1 equipe / 1 instituição)
Universidade de Fortaleza (Unifor)– equipe Bajão de Dois(carro 75)
Paraíba (1 equipe / 1 instituição)
Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – equipe UFPBaja Inelutável (carro 42)

Pernambuco (3 equipes / 2 instituições)
Universidade Fed. de Pernambuco (UFPE) – equipes Mangue Baja FCA 1 (carro 1) e Mangue Baja FCA 2 (carro 2)
Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE) – equipe Corisco (carro 20)

Rio Grande do Norte (2 equipes / 2 instituições)
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – equipe Car-Kará (carro 13)
Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) – equipe Cactus Baja (carro 9)

Maranhão (1 equipe / 1 instituição)
Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) – equipe Bumba Meu Baja (carro 50)

Piauí (1 equipe / 1 instituição)
Instituto Federal do Piauí (IFPI) – equipe IFPI Baja SAE (carro 71)

NORTE (1 estado – 1 equipe – 1 instituição)
Amazonas (1 equipe / 1 instituição)
Universidade do Estado do Amazonas (UEA) – equipe Baja UEA (carro 60)

SUDESTE (4 Estados – 47 equipes – 42 instituições)
São Paulo
Grande São Paulo – (9 equipes / 7 instituições)
Centro Universitário da FEI – equipes FEI Baja 1(carro 4)e FEI Baja 2 (carro 5)
Faculdade de Tecnologia de São Paulo (Fatec-SP) – equipe Fatecnólogos (carro 25)
Instituto Mauá de Tecnologia – equipes Mauá 1 – Dakar (carro 15 )e Mauá 2 – Kalahari (carro 16)
Universidade de São Paulo (USP) – equipe Poli Taurus (carro 3)
Universidade Federal do ABC (UFABC) – equipe Baja UFABC (carro 41)
Universidade Presbiteriana Mackenzie – equipe Mack Gear (carro 43)
Universidade São Judas Tadeu (USJT) – equipe Bajiganga (carro 63)
São Paulo / Interior – (13 equipes / 11 instituições)
Centro Universitário Claretiano – equipe Clarengex(carro 64)
Escola de Engenharia de São Carlos (EESC/ USP) – equipes EESC USP Mohawk (carro 18) e EESC USP Fawkes (carro 19)
Escola de Engenharia de Piracicaba (EEP) – equipe EEP Baja(carro 67)
Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA/Unicamp) – equipe Torque Baja(carro 55)
Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) – equipe Ita Omega Baja (carro 22)
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – equipe Unicamp Baja SAE (carro 8)
Universidade Estadual Paulista (UNESP) –Campus Ilha Solteira – equipe TecIlha Baja (carro 36)
Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus Bauru – equipes PAC Baja 1 (carro 37) e PAC Baja 2(carro 38)
Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus Guaratinguetá – equipe Piratas do Vale (carro 40)
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – equipe Genau Baja UFSCar (carro 46)
Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) – equipe Baja Unimep (carro 28)

Minas Gerais – (11 equipes / 11 instituições)
Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) – equipe Cefast (carro 27)
Centro Universitário Newton Paiva – equipe NP Race (carro 47)
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais – equipe Corsários (carro 65)
Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – equipe Saci (carro 33)
Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – Campus Itabira – equipe Mountain Baja (carro 53)
Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) – equipe Baja UFOP (carro 58)
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – equipe Baja UFMG (carro 10)
Universidade Federal de SãoJoão Del Rei (UFSJ) – equipe Komiketo Baja UFSJ (carro 7)
Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – equipe Cerrado (carro 56)
Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) – equipe Zebu Baja (carro 21)
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) – equipe Espinhaço (carro 31)

Minas Gerais – (11 equipes / 11 instituições)
Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) – equipe Cefast (carro 27)
Centro Universitário Newton Paiva – equipe NP Race (carro 47)
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais – equipe Corsários (carro 65)
Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – equipe Saci (carro 33)
Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – Campus Itabira – equipe Mountain Baja (carro 53)
Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) – equipe Baja UFOP (carro 58)
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – equipe Baja UFMG (carro 10)
Universidade Federal de SãoJoão Del Rei (UFSJ) – equipe Komiketo Baja UFSJ (carro 7)
Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – equipe Cerrado (carro 56)
Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) – equipe Zebu Baja (carro 21)
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) – equipe Espinhaço (carro 31)

Espírito Santo – (4 equipes / 4 instituições)
Faculdades Integradas Espírito-Santenses (FAESA) – equipe FAESA BAJA(carro 57)
Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) – equipe Samabaja (carro 51)
Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) – equipe Vitória Baja (carro 48)
Universidade Vila Velha (UVV) – equipe Baja UVV(carro 62)

Rio de Janeiro (10 equipes /9 instituições)
Associação Educacional Dom Bosco (AEDB) – equipe AEDBaja (carro 45)
Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ) – equipe MudRunner (carro 39)
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) – equipe Reptiles (carro 73)
Universidade Católica de Petrópolis (UCP) – equipe Motor Serra (carro 52)
Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) – equipe UERJ Quarter Mile (carro 54)
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – equipe Minerva Baja UFRJ (carro 35)
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Campus Macaé – equipe Ali Babaja (carro 59)
Universidade Federal Fluminense (UFF) – equipes Tuffão A (carro 23) e Tuffão B (carro 24)
Universidade Federal Fluminense (UFF) – Campus Volta Redonda – equipe VR Baja (carro 30)


SUL (3 Estados – 14 equipes – 14 instituições)

Santa Catarina (2 equipes / 2 instituições)
Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) – equipe Udesc Velociraptor (carro 6)
Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – equipes UFSC Lince (carro 32)

Rio Grande do Sul (5 equipes / 5 instituições)
Centro Universitário Univates– equipe Baja Univates Team(carro 61)
Faculdade Horizontina (Fahor) – equipe Sinuelo Fahor (carro 76)
Universidade de Passo Fundo (UPF) – equipe Mas Baja Tchê (carro 26)
Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) – equipe Baja de Galpão (carro 14)
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) – equipe Bombaja UFSM Team (carro 29)

Paraná (7 equipes / 7 instituições)
Faculdade Assis Gurgacz (FAG) – equipe Força Baja(carro 69)
Pontifícia Universidade Católica do Panará (PUC-PR) – equipe CWBaja (carro 66)
Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) – equipe Baja Cataratas (carro 12)
Universidade Federal do Paraná (UFPR) – equipe UFPR Baja SAE (carro 17)
Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Campus Cornélio Procópio – equipe ProcoBaja (carro 72)
Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Campus Curitiba – equipe Imperador UTFPR (carro 11)
Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)–Campus Ponta Grossa –equipe Gralha Azul (carro 70)

EXTERIOR (1 equipe – 1 instituição)

Estados Unidos
Rochester Institute of Technology – equipe RIOT Racing (carro 74)


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.