Publicidade
Cotidiano
Notícias

Urbanitários fazem protesto em Manaus por funcionário da Amazonas Energia desaparecido em Humaitá

Sindicato dos Urbanitários realizará o protesto em caminhada no Centro de Manaus. Um dos três homens que sumiu na área da reserva indígena da etnia Tenharim faz parte da categoria de urbanitária da empresa 03/01/2014 às 13:43
Show 1
Os familiares empunhavam cartazes e exigiam resposta do poder público
*Acritica.com Manaus (AM)

Trabalhadores da empresa Eletrobras Amazonas Energia marcaram para esta sexta-feira (3), às 16h, um protesto reivindicando respostas consistentes sobre o desaparecimento do funcionário da concessionária  Aldeney Ribeiro Salvador, um dos três homens desaparecidos desde o dia 16 de novembro em áreas indígenas da etnia Tenharim, no município de Humaitá, Sul do Amazonas.

A mobilização será em frente a Sede II da empresa, localizada na avenida Sete de Setembro, Centro de Manaus. Os trabalhadores farão uma caminhada até a Sede I da empresa, localizada na avenida Sete de Setembro, bairro Cachoeirinha.

Segundo o Sindicato dos Urbanitários do Amazonas, que a entidade é representante legal de classe dos trabalhadores da referida empresa está a frente da mobilização.

Em nota, o Sindicato informou que os trabalhadores da empresa Eletrobras Amazonas Energia estão angustiados e revoltados pela falta de respostas consistentes por parte dos órgãos competentes.

O presidente em exercício da entidade, Johirton Albuquerque, relata que o trabalhador desaparecido, Aldeney Ribeiro Salvador, trabalha há 21 anos no setor elétrico (oriundo da extinta CEAM) e atua há quatro meses como líder de processo na Agência da Eletrobras Amazonas Energia no Distrito de Matupi, município de Humaitá.

Ainda segundo Albuquerque a região onde aconteceu o desaparecimento, trata-se de área de conflitos envolvendo os povos indígenas e madeireiros, e que os governos fazem pouco caso da situação.

Ainda em nota o sindicato informou que está acompanhando a situação, dando todo o apoio aos familiares e cobrando providências junto à empresa e aos órgãos competentes, considerando o tempo do desaparecimento.

O Sindicato decidiu por realizar o protesto como forma de expressar o sentimento da categoria urbanitária, a qual o trabalhador desaparecido faz parte.

Culto Ecumênico Pela Vida dos Desaparecidos e Pela Paz No Campo

No domingo (5) produtores rurais e população do município de Apuí, Humaitá e Distrito de Santo Antônio do Matupi (município de Manicoré), quilômetro 180 da BR 230, conhecida como “Transamazônica”, realizam um culto ecumênico pedindo pela vida dos três desaparecidos e pela paz no campo na praça de alimentação de Apuí, às 10h.

O culto será realizado pelo Sindicato Rural do Sul do Amazonas (SINDISUL), juntamente com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA) e a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e de acordo com a Federação são esperadas mais de mil pessoas.  

Com informações da assessoria do Sindicato dos Urbanitários


Publicidade
Publicidade