Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vacinação contra HPV inicia nesta sexta-feira (9)

A campanha é voltada para as pessoas que nasceram nos anos de 2000, 2001 e 2002 09/08/2013 às 09:29
Show 1
As adolescentes que não estiverem, por qualquer motivo, matriculadas em escolas, poderão procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs)
ACRÍTICA.COM ---

O Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus realizam nesta sexta-feira (9) o lançamento oficial da Campanha Estadual de Vacinação contra o HPV na capital. O evento acontecerá às 9h, na Escola Municipal Maria do Carmo Rebello de Souza, localizada no bairro São José II, zona leste. No sábado, (dia 10), o governador Omar Aziz estará no município de Borba (distante 150 quilômetros de Manaus), para o evento que marcará a abertura da campanha para os 61 municípios do interior do Estado.

O Amazonas é o primeiro Estado brasileiro a oferecer, gratuitamente, na rede pública de Saúde, a vacina contra o HPV, o vírus causador do câncer de colo de útero. Trata-se do tipo de câncer com a maior prevalência no Amazonas. O público-alvo da campanha são meninas na faixa etária de 11 a 13 anos. A estimativa é de que 116,5 mil adolescentes, nascidas entre 2000, 2001 e 2002, estejam nesta faixa-etária no Amazonas. A meta da campanha é imunizar, no mínimo, 80% desta população prioritária.

O programa de imunização contra o HPV foi anunciado pelo governador no Dia Internacional da Mulher, em maio deste ano, e instituído através de Lei, passando a integrar as ações de prevenção ao câncer do colo do útero, que tem alta incidência no Estado. “Estamos dando um passo importantíssimo na prevenção e, quem sabe, na erradicação desta doença no futuro no nosso Estado. Como em todas as demais campanhas de vacinação, estamos conclamando os pais e responsáveis a se juntarem às equipes de saúde com o objetivo de garantirmos uma ampla cobertura vacinal nas três fases da campanha”, disse Omar Aziz.

Reforçando a importância da vacinação das meninas, o secretário de Estado da Saúde, Wilson Alecrim, ressalta que o câncer do colo do útero mata 190 mulheres a cada ano no Amazonas e é responsável pelo adoecimento de 650 mulheres, anualmente, no Estado. “A vacina que será utilizada combate diretamente os dois principais tipos do HPV que produzem o câncer do colo do útero e, de forma cruzada, mais duas formas do vírus, também associadas à doença, além de ter como vantagem em relação a outras vacinas existentes no mercado, o fato de possuir, na sua fabricação, um tipo da substância conhecida tecnicamente como adjuvante, que aumenta o potencial de imunização da vacina”, disse Alecrim.

Sobre o HPV 

O HPV é o agente causal de importante e prevalente infecção de transmissão sexual, que pode evoluir para o câncer. É considerado o vírus de transmissão sexual mais comum em função da facilidade de transmissão. Como dado científico, é possível afirmar-se que, 60% das pessoas infectadas transmitem o vírus a seus parceiros em um único contato sexual.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, o HPV é capaz de infectar a pele ou as mucosas e possui mais de 100 tipos. Do total, pelo menos 13 têm potencial para causar câncer. Estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 291 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV. No Brasil, a cada ano, 685.400 pessoas são infectadas por algum tipo do vírus.

Em relação ao câncer de colo do útero, a cada ano, 270 mil mulheres no mundo morrem por conta da doença. No Brasil, 5.160 mulheres morreram em 2011 em decorrência da doença. Para 2013, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 17.540 novos casos.

O Ministério da Saúde orienta que as mulheres dos 25 aos 64 anos façam o exame preventivo, o Papanicolau, anualmente, também uma estratégia para prevenir o desenvolvimento do câncer de colo de útero.


*Com informações da Assessoria da SEMSA e Agecom

Publicidade
Publicidade