Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vasco sai na frente, se acomoda e leva empate da Ponte Preta

A partida parecia definida para o time da casa, mas, nos minutos finais, William recebeu a bola livre de marcação na pequena área e empatou 09/08/2013 às 09:01
Show 1
Artilheiro William marcou pela oitava vez no Campeonato Brasileiro
JORNAL A CRÍTICA ---

Em um jogo de baixa qualidade técnica, em que até Juninho Pernambucano perdeu um pênalti, Vasco e Ponte Preta empataram por 1 a 1, ontem, em São Januário. A partida parecia definida para o time da casa, mas, nos minutos finais, William recebeu a bola livre de marcação na pequena área e empatou. Ele agora é um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro, com 8 gols, ao lado de Maxi Biancucchi, do Vitória. Apesar de ganhar um ponto nesta 12ª rodada do Brasileirão, a Ponte Preta continua bem próxima da zona de rebaixamento - manteve-se na 15ª posição, com 12 pontos. O Vasco, agora em 11º com 15, passou o Fluminense na tabela de classificação.

Depois de um primeiro tempo em que o Vasco dominou a maior parte, mas deixou espaços para os contra-ataques da Ponte Preta, a equipe carioca voltou do intervalo disposta a decidir a partida. André, de cabeça, fez o gol vascaíno em lance ensaiado, do qual Juninho Pernambucano teve participação. O atacante aproveitou bem cobrança de falta do lateral-esquerdo peruano Yotúm e enganou o goleiro Roberto.

O lance mais marcante do jogo ocorreu bem antes, quando o placar era de 0 a 0. O zagueiro Cesar fez pênalti em Eder Luís e a torcida começou a comemorar o gol quando viu Juninho Pernambucano pegar a bola, se concentrar e correr para a cobrança. Ele, porém, chutou mal e Roberto evitou o gol. Mesmo com o revés, o meia pôde constatar que seu prestígio é realmente muito grande entre os vascaínos. Foi aplaudido, ovacionado, como se tivesse marcado o gol.

Juninho Pernambucano esteve bem no jogo. Só não foi superior a William, que já tinha levado perigo a Diogo Silva três vezes. Aos 40 minutos da etapa final, o artilheiro não desperdiçou o passe perfeito de Diego Sacoman para empatar e incomodar, à distância, Maxi Biancucchi.

Juninho lamenta

O camisa 8 do Vasco afirmou que se tivesse convertido a cobrança, o Vasco teria vencido o jogo. “Perdi o pênalti no primeiro tempo que nos daria vantagem e depois do segundo gol dificilmente empataríamos. É um resultado ruim por tudo que fizemos no jogo”, lamentou o ídolo vascaíno.

Publicidade
Publicidade