Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
RESULTADOS

Vendas no comércio varejista do AM sobem 6% em maio e alta é a maior do país, diz IBGE

A alta foi registrada após o comércio varejista amazonense apresentar queda de 8,4% em abril de 2018



comercio.JPG Foto: Arquivo/AC
12/07/2018 às 16:50

O volume de vendas no comércio varejista do estado do Amazonas apresentou no último mês de maio um aumento de 6,0% frente a abril, na série com ajuste sazonal, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com outros estados brasileiros, o Amazonas apresentou o melhor resultado, liderando o crescimento no mês, seguido por Roraima (3,2%) e Alagoas (1,7%).

A alta em maio foi registrada após o comércio varejista amazonense apresentar queda de 8,4% em abril e crescimento de 3,9% em março.



Na comparação com maio de 2017, o volume de vendas do setor registrou, em maio de 2018, crescimento de 9,3%. Isso após os meses de março e abril de 2018 terem marcado 14,8% e -0,1%, respectivamente.

No acumulado do ano de 2018, o volume de vendas no comércio varejista do estado do Amazonas registrou em maio de 2018, crescimento de 8,7%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. No agregado dos últimos 12 meses, foi registrado, em maio de 2018, aumento de 9,4%.

Comércio Varejista Ampliado

No comércio varejista ampliado, que leva em consideração as atividades de venda de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, o volume de vendas do setor no Amazonas registrou em maio de 2018, aumento de 1,0% na comparação com o mês anterior.

Se comparado ao desempenho de maio de 2017, esse crescimento foi de 12,1%. A variação acumulada no ano registrou um aumento de 13,9%, se comparada com a acumulada no mesmo período do ano anterior. Nos últimos 12 meses, o setor apresentou resultado positivo (15,4%).

*Com informações da assessoria de imprensa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.