Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vereador investigado por ter feito sexo com adolescentes em Apuí é afastado de Câmara

Presidente de Câmara diz que CPI será aberta para investigar envolvimento de homem com duas menores de idade em vídeos. Polícia diz que imagens são autênticas. PSB solicitou expulsão de vereador da lista de filiados do partido 18/11/2014 às 19:01
Show 1
Crime aconteceu em Apuí, interior do Amazonas
OSWALDO NETO Manaus (AM)

Suspeito de ter gravado vídeos de sexo com duas adolescentes, o vereador Jadson de Oliveira Martins (PSB) foi afastado temporariamente de suas funções na Câmara de Vereadores de Apuí, município do extremo Sudeste do Amazonas. A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara, o vereador Vagner Luiz da Silva (PROS), após reunião entre parlamentares ocorrida nesta segunda-feira (17). Segundo a Polícia Civil, as garotas têm 15 e 16 anos de idade.

Conforme o presidente, além do afastamento de Jadson da Câmara, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) será instalada para investigar as duas denúncias protocoladas na Casa. A decisão pela CPI foi tomada por unanimidade entre cinco vereadores presentes.

“Nos próximos 90 dias a Comissão irá apurar o caso coletando depoimentos do vereador e de testemunhas. Ele também pode apresentar defesa, já que a situação é gravíssima”. Ainda segundo Silva, a Câmara não conseguiu entrar em contato com Jadson desde a divulgação dos vídeos. “É muito provável que ele não esteja na cidade”, contou.

A comissão responsável por apurar a denúncia será presidida pelo vereador Raimundo Martins (PR), e terá como relator e membro o vereador Cleves Pires dos Santos (PCdoB) e Marcos Antônio Alves Lima (Solidariedade), respectivamente. Se as investigações comprovarem o crime cometido por Jadson, ele poderá ter o mandato cassado pela Câmara. Os trabalhos da CPI iniciaram ontem.

Segundo o delegado Francisco Rocha, do 71º Distrito Integrado de Polícia (DIP) em Apuí, os dois vídeos foram analisados nesta terça-feira (18). Durante a perícia, foi constatado que as imagens não sofreram manipulação por programas digitais e são verídicas. As vítimas prestaram depoimento no último sábado e domingo. 

Por meio de resolução, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) também solicitou hoje do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a expulsão do vereador da lista de filiados.

Publicidade
Publicidade