Quinta-feira, 23 de Setembro de 2021
Diversidade

Vereadores de Manaus criticam propaganda da Burger King com tema LGBTQIA+

Eles pediram que rede de fast food “respeite as crianças”



Sem_titulo_2CB6BFA7-669B-492B-9A6E-9FE2A92AB338.jpg Foto: Reprodução / Instagram
29/06/2021 às 15:06

A campanha em alusão ao Dia do Orgulho LGBTQIA+, comemorado nesta segunda-feira (28), promovida pela rede restaurantes fast food Burger King deu o que falar, na manhã desta terça-feira (29), na Câmara Municipal de Manaus. A propaganda "Como explicar?", na qual crianças e pais falam sobre como enxergam as relações diversas da comunidade LGBTQIA+, foi um dos temas mais discutidos pelos vereadores de Manaus.

Mesmo com assuntos locais de interesse da cidade de Manaus mais relevantes para serem debatidos, a maioria dos vereadores se mostrou contrário à forma como a propaganda foi elaborada usando crianças.

Os parlamentares condenaram a postura da empresa estabelecida também em Manaus. “Uma propaganda infeliz de uma empresa de fast food, uma canalhice sem tamanho. Eu respeito a todos, mas respeitar não é concordar. Uma propaganda usando crianças para tratar de um tema de sexualismo é uma atrocidade. Abominável. Mostrando que as crianças têm autoridades sobre nós, pais e não nós sobre elas. Foram infelizes nessa ideia que considero abominável”, disse o vereador Jander Lobato( PTB).

O vereador Wallace Oliveira (PROS) também se manifestou sobre o tema. “Deixe nossas crianças em paz. O respeito é uma via de mão dupla. Eu respeito, mas não concordo e não apoio. Se luta por direitos, mas não querem conceder direitos. Quando eu não concordo e manifesto minha opinião, sou taxado de homofóbico? É o meu direito assim como eles tem o direito deles. Mas, quando uma pessoa tem idade civil para tomar uma decisão, tudo certo. Mas, pegar uma criança numa faixa etária de formção de caráter, de postura e colocar um texto para que ela decore e fale na rede social, qual a capacidade que aquela criança tem para formatar um conceito? Estão querendo sequestrar a mente de nossas crianças”, disse o vereador.

Outro que concordou com a manifestação foi o vereador Peixoto (PTC). Ele disse que ficou surpreso com a propaganda. “A gente não está questionando gênero, classe e nem opção das pessoas de serem o que elas quiserem, agora, que uma campanha publicitária de uma rede de fast food que usa uma criança? Qual foi o papel daquelas crianças para se fazer presente numa campanha onde a criança, agora, está sendo colocada como instrumento de propaganda sobre o tema. A criança não foi convidada a decidir nada. Como é que essa rede de fast food se utiliza de crianças para estabelecer militância e gerar confusão. Isso é Inapropriado”, disse o vereador.

O vereador Dione Carvalho (PATRIOTA) disse que as crianças estão sendo usadas como escudo para fazer militância. "Por trás sabemos que tem algo a mais nessas propagandas. Nossas crianças estão sendo atacadas todos os dias. Um exemplo é essa campanha. Este é apenas um dos muitos ataques que as nossas crianças enfrentam, todos os dias, sem antes estarem preparadas. Nós como pais com valores cristãos precisamos defender nossos filhos. Deixo claro: Não ataquem nossas crianças", disse o vereador.

Posicionamento

Em suas redes sociais, a rede de alimentos tem postado conteúdos relacionados ao tema de forma constante e mudou a imagem de perfil por uma montagem com as cores do arco-íris, declarando, mais uma vez, seu apoio à causa LGBTQIA+.

 




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.