Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vereadores denunciam descaso na saúde pela Prefeitura de Maués

Parlamentares oposicionistas ingressaram com uma representação no Ministério Público Estadual. Segundo eles, o município está perdendo recursos federais por estar inadimplente no Cauc 22/03/2015 às 16:28
Show 1
Os vereadores estiveram em Manaus percorrendo órgãos públicos para denunciar o caso e buscar auxílio
Luciano Falbo ---

Vereadores oposicionistas da Câmara Municipal de Maués ingressaram, nesta sexta-feira (20), uma representação no Ministério Público do Amazonas (MP-AM) denunciando descaso da prefeitura do município com o setor de saúde.

"Temos muitas situações lamentáveis em relação ao setor no município, mas a gota d'água foi a perda dos recursos da atenção básica e o bloqueio do FPM porque a prefeitura não conseguiu provar que gastou os 15% constitucionais com saúde", afirmou o vereador Luiz Canindé (PDT), que preside a Comissão de Saúde do Legislativo municipal.

Um grupo de quatro parlamentares esteve em Manaus esta semana para denunciar a gestão do prefeito Carlos Góes (PT). Além do MP-AM, eles percorreram a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).

Os vereadores afirmaram que o município está inadimplente no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) desde outubro de 2014. Desde então, o município já perdeu R$ 500 mil em recursos para atenção básica e estão com parcelas do Fundo de Participação dos Municípíos (FPM), de cerca de R$ 700 mil cada, bloqueadas.

Segundo os vereadores, faltam medicamentos no município. Eles afirmaram também que as duas ambulâncias da cidade estão quebradas e que os doentes estão sendo transportados por caminhonete. Os sete postos de saúde da zona rural, afirmam, estão fechados. Desde 1990, é de responsabilidade da prefeitura a gestão plena dos serviços de saúde no município.

Os parlamentares relataram que se chegou ao ponto de faltar alimento no hospital municipal. E que para fazer as refeições a diretoria do centro médico teve que fazer permuta de sal por frango. "A falta de alimento foi confirmada pela direção do hospital em audiência pública na câmara", afirmou Canindé.

"Na audiência, o secretário de saúde assumiu que o município não vem cumprindo com suas obrigações, admitiu as falhas. A diretora do hospital foi bem incisiva quando disse que o Governo do Estado faz a sua parte repassando o recurso. Acontece, que o município na gestão, está pecando muito", disse Canindé.

Além de Luiz Canindé, subscreveram a representação os vereadores Luis Rodolfo (PSC), conhecido como "Pure", Rodrigo Bentes (PSDC) e Luiz Carlos Dinelli (PSD). Eles sustentaram que na gestão anterior a atenção básica de saúde no município funcionava bem.

O outro lado

A reportagem tentou falar com representantes da Prefeitura de Maués pelos telefones (92) 3542-2112 e (92) 993xx-xx22 mas não conseguiu resposta até o fechamento desta edição.

Apesar das afirmações dos vereadores, em consulta no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), neste domingo (22), a reportagem não encontrou Maués entre os municípios do Amazonas inadimplentes e com recursos federais bloqueados.

Publicidade
Publicidade