Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Viagens para cativar o eleitor

Viagens para garantir eleitorado no interior do Amazonas

Esse foi um dos argumentos usados por deputados para justificar gastos de R$ 3,8 milhões com fretamento de aviões



1.jpg Deputado Belarmino Lins diz que precisa ir ao interior para manter o eleitorado
25/09/2013 às 11:49

Deputados estaduais admitiram, na terça-feira(24), em plenário, que usam dinheiro público com viagens ao interior do Estado para manter e ganhar novos eleitores - além de “fiscalizar” obras do governo e “ouvir a população”. No domingo, A CRÍTCA mostrou que o Poder Legislativo Estadual elevou em 144% os gastos com passagens aéreas. Em ano pré-eleitoral, a Casa comprometeu, até este mês, R$ 3,8 milhões com a compra de passagens e fretamentos de avião. No ano de  2012, a mesma despesa somou R$ 1,5 milhão.

O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Belarmino Lins (PMDB), disse, em discurso, que ao contrário de outros deputados, precisa estar presente no interior do Estado para cativar e manter o voto do eleitor. “Diferente de Vossa Excelência, deputado Marcos Rotta (PMDB), que se elege com uma votação magnífica com o eleitorado da grande Manaus”, afirmou Belarmino Lins.

Segundo ele, apesar de o colega de partido obter votação maciça em Manaus, ainda assim, “de forma estratégica”, Marcos Rotta direciona os trabalhos da CPI da Telefonia, a qual preside, para cidades do interior do Amazonas. “Mesmo sendo votado na grande Manaus, ele lança as ações (da CPI) tanto para a grande Manaus quanto para o interior do Amazonas, pela sua visão estratégica. Não que ele precise de voto no interior”, comentou Belarmino Lins.

Ao complementar o raciocínio, o deputado Adjuto Afonso alertou Belarmino Lins sobre a ida de Marcos Rotta, junto com a CPI da Telefonia, em áreas em que Belão mantém eleitores. “O deputado Marcos Rotta é um deputado genuinamente urbano. Ele tem uma votação muito grande aqui em Manaus. Mas eu acho que, agora, com essas idas dele para o interior com a CPI, vai pintar alguma coisa”, comentou Adjuto.

“Vossa Excelência (Belarmino Lins) tem que ter cuidado nas suas áreas. Semana que vem vamos para o Juruá (com a CPI da Telefonia), região que Vossa Excelência acabou de vir de lá. Vamos a Caruauari, Eirunepé, Tabatinga, começando por Coari e Tefé. Então, com essa eloquência dele, quem sabe ele (Marcos Rotta) vai captar alguns votos da região de Vossa Excelência. Mas esperamos que ele concentre a sua votação aqui em Manaus”, disse Adjuto Afonso.

Presidente defende despesas

O presidente da Casa, Josué Neto (PSD), defendeu a despesa feita pela Casa com passagens e fretamento de aeronaves. “É muito fácil uma pessoa que só conhece o destino Manaus-Rio de Janeiro, Manaus-Miami, criticar quem faz um percurso para Humaitá utilizando seu sábado e domingo”, afirmou. Segundo ele, “o Estado do Amazonas é o mais difícil de se locomover”.

O vice-presidente da ALE-AM, Belarmino Lins, também sustentou que as viagens beneficiam a população. “Quem quer passear vai para a Europa, Estados Unidos, Canadá. Nós, quando saímos da Assembleia para o interior, vamos trabalhar. Vamos estabelecer empatia do homem público com a sociedade que lhe apoia, que lhe confia o voto, que lhe assegura a renovação do mandato. Nós não vamos brincar”.

A Mesa Diretora da ALE-AM tem reunião marcada para hoje, quando definirá estratégias para a retomada das sessões itinerantes da Casa no interior do Estado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.