Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vítimas de acidente aéreo no AM estão em coma induzido

Um cirurgião torácico fará a avaliação dos três pacientes, para verificar a extensão das queimaduras em suas vias áreas 16/07/2013 às 17:22
Show 1
Além das famílias dos sobreviventes, o Governo do Amazonas também está fornecendo assistência às famílias de uma vítima fatal
acritica.com Manaus, AM

Uma equipe de 16 profissionais vinculados à Secretaria de Estado da Saúde (Susam) foi mobilizada para atuar no tratamento dos três sobreviventes do acidente aéreo ocorrido na manhã desta terça-feira (16), no Terminal 2 do Aeroporto Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus. As vítimas que sobreviveram estão internadas e foram colocadas em coma induzido devido a gravidade dos ferimentos causados pelas queimaduras no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto.

O atendimento inicial contou com dois cirurgiões e dois anestesistas, além da diretora técnica da unidade. Os pacientes passaram por procedimentos no Centro Cirúrgico e, em seguida, foram encaminhados para o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do hospital.

Em decorrência da extensão e da gravidade das queimaduras, os três pacientes estão em coma induzido e sendo assistidos por equipe multiprofissional, que inclui médico intensivista, cirurgiões, oftalmologista, equipe de enfermagem especializada e fisioterapeuta. Todos os três pacientes sofreram queimaduras em mais de 60% do corpo. O caso mais grave é o de Edson Oliveira Pavão, 30, cujas queimaduras atingiram 90% do corpo.

Entre as vítimas também está um técnico do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), Adonay Campos, 43 anos, que teve cerca de 60% do corpo queimado. A terceira sobrevivente é Vanessa Guedes Aguiar, 32 anos, com 65% do corpo queimado.


Ainda na tarde desta terça-feira, um cirurgião torácico fará a avaliação dos três pacientes, para verificar a extensão das queimaduras em suas vias áreas. De acordo com a diretora do 28 de Agosto, Francisnalva Rodrigues, três psicólogos, duas assistentes sociais e o diretor clínico da unidade estão dando apoio direto às famílias das vítimas.

Além das famílias dos sobreviventes, o Governo do Amazonas também está fornecendo assistência às famílias de uma vítima fatal, o fiscal do Ipem-Am, Aurélio Queiroz Simonetti, 68 anos. De acordo com o diretor-presidente do Ipem-AM, Márcio Brito, as despesas de velório e sepultamento será toda custeada pela Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas). O titular do Ipem-AM informou também que os trâmites referentes a indenizações e afins serão cumpridos pelo órgão como determina a lei.

A direção do 28 de Agosto informa que os próximos boletins médicos sobre o estado de saúde dos três pacientes serão divulgados pelo CTQ às 10h e às 15h desta quarta-feira, 17 de julho.


Publicidade
Publicidade