Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vivo anuncia possibilidade de extensão dos serviços da GVT a Manaus após compra da companhia

O presidente da Vivo pretende analisar a possibilidade baseado na presença massiva da Vivo em Manaus e no interior do Amazonas 16/10/2014 às 22:52
Show 1
Antônio Carlos Valente
Lucas Jardim* São Paulo (SP)

Nesta quarta-feira (15), o presidente da Vivo, Antônio Carlos Valente, falou sobre a compra da empresa de telecomunicações Global Village Telecom (GVT) e disse contemplar a possibilidade de estender os serviços oferecidos por esta companhia a Manaus, considerando a presença massiva da operadora de telefonia móvel no Amazonas. O anúncio foi feito em uma coletiva, parte das atividades do Futurecom, a maior feira do setor de telecomunicações da América Latina, realizada em São Paulo.

Antônio destacou que a possibilidade foi trazida à tona pelo próprio presidente da GVT, Amos Genish, em uma palestra realizada na feira. “O Dr. Amos falou não atende Manaus, ele não está presente em Manaus ou em Belém, mas que ele via como uma possibilidade concreta, ele mencionou isso na apresentação dele, de estender o serviço da GVT a Manaus, a Belém, a uma série de cidade da Amazônia tão logo essa operação seja aprovada então é uma possibilidade”.

O presidente se mostrou satisfeito com a presença da Vivo no Amazonas e disse que isso é um fator a ser considerado quando se fala em estender os serviços da GVT para o Estado. “[Essa é uma] possibilidade que vamos analisar com muito carinho, até porque nós somos extremamente agradecidos pelos manauaras, pela fidelidade, pela preferência que os manauaras e os amazonenses em geral nos dão”.

Mesmo sem GVT

Para ele, o status do serviço da Vivo no Amazonas já tende a melhorar considerando as recentes obras de infraestrutura feitas no Estado. “Para os nossos clientes de Manaus e da parte da Amazônia Oriental, acho que nós já temos uma boa notícia que é a utilização do linhão da Eletronorte chegando a Manaus e aumento significativamente a capacidade de tráfego de dados, fato que aconteceu recentemente, então, independentemente de GVT, essa já é uma mudança muito importante para todos os que vivem nessa região”.

GVT

A gama de serviços que a GVT oferece inclui telefonia fixa, internet de alta velocidade e TV por assinatura. Em seus 14 anos de existência, não chegou a ingressar no mercado de telefonia móvel. Antes de ser comprada pela Vivo, braço brasileiro do grupo espanhol Telefónica, a GVT já tinha tido 85% de suas ações vendidas para o Vivendi, conglomerado midiático francês, em 2009. A compra da GVT pela Telefónica rendeu ao Vivendi 5,7% das ações da Telecom Italia.

*O repórter viajou a convite da Telefónica Vivo

Publicidade
Publicidade